Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Produção capitalista do espaço e meio ambiente: ativismo urbano-ambiental e gentrificação verde no Brasil

Texto completo
Autor(es):
Pedro Henrique Campello Torres ; Mariana Motta Vivian ; Taísa de Oliveira Amendola Sanches
Número total de Autores: 3
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Cadernos Metrópole; v. 21, n. 46, p. 689-714, Dez. 2019.
Resumo

Resumo Um novo fato urbano tem ganhado terreno em diversas cidades do planeta: trata-se do fenômeno da gentrificação verde. O objetivo deste artigo é testar a aplicação do conceito em três cidades brasileiras: Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo. Nos três casos, grupos contrários à apropriação do território pelo capital mobilizaram-se para denunciar publicamente os agravos. O conceito de gentrificação verde, ou sua aplicação no Brasil, ganha contornos próprios com o envolvimento de problemáticas distintas da realidade dos Estados Unidos onde fora cunhado. Conclui-se, portanto, que, se, de um lado, a gentrificação verde parece adquirir contornos cada vez maiores nas cidades brasileiras, por outro lado, mobiliza atores contrários a esse processo nessa contemporânea arena de luta nas cidades. (AU)

Processo FAPESP: 18/06685-9 - Novos meios de cooperação científica para a inovação na Governança Socioambiental da Macrometrópole Paulista
Beneficiário:Pedro Henrique Campello Torres
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado