Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Prevalência e fatores associados à sarcopenia, dinapenia e sarcodinapenia em idosos residentes no Município de São Paulo - Estudo SABE

Texto completo
Autor(es):
Tiago da Silva Alexandre ; Yeda Aparecida de Oliveira Duarte ; Jair Lício Ferreira Santos ; Maria Lúcia Lebrão
Número total de Autores: 4
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Revista Brasileira de Epidemiologia; v. 21, p. -, 2018.
Resumo

RESUMO: Objetivo: Estimar a prevalência e os fatores associados à sarcopenia, dinapenia e sarcodinapenia em idosos residentes no município de São Paulo. Métodos: Estudo transversal de base populacional envolvendo 1.168 idosos pertencentes à terceira onda do Estudo SABE (Saúde, Bem-Estar e Envelhecimento), em 2010. Foramconsiderados sarcopênicos os idosos com índice de massa muscular esquelética ≤ 8,90 kg/m2 para homens e ≤6,37 kg/m2 para mulheres, dinapênicos aqueles com força de preensão manual < 30 kg para homens e < 20kg para mulheres, e sarcodinapênicos aqueles que apresentavam sarcopenia associada à dinapenia. Características sociodemográficas, comportamentais, condições clínicas, nutricionais e bioquímicas foram consideradas para determinar os fatores associados a cada uma das três condições por meio de regressão logística multinomial. Resultados: A prevalência de sarcopenia, dinapenia e sarcodinapenia foi, respectivamente, 4,8% (IC95% 3,6-6,3), 30,9% (IC95% 27,5-34,6) e 9,0% (IC95% 7,2-11,3). O avanço da idade e a desnutrição foram associados às três condições analisadas. O prejuízo cognitivo foi associado à dinapenia e à sarcodinapenia. A escolaridade, ter o hábito de fumar e não ter vida conjugal foram associados à sarcopenia, enquanto osteoartrite, escolaridade, ser ex-fumante e apresentar valores baixos de hemoglobina foram associados à dinapenia. Foram associados à sarcodinapenia o hábito de fumar e o risco de desnutrição. Conclusão: Dinapenia é a condição mais prevalente na população idosa, seguida pela sarcodinapenia e sarcopenia. Exceto por idade, escolaridade e desnutrição, os fatores associados à sarcopenia e à dinapenia são distintos. Entretanto, há similaridades em algumas associações quando se trata da presença de sarcodinapenia. (AU)

Processo FAPESP: 09/53778-3 - Estudo longitudinal sobre as condições de vida e saúde dos idosos do município de São Paulo - estudo SABE
Beneficiário:Maria Lúcia Lebrão
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Temático