Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Phrourion: History and Archaeology of a Word

Título (Português): Frúrion: história e arqueologia de uma palavra
Texto completo
Autor(es):
Viviana Lo Monaco
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: História; v. 39, p. -, 2020.
Resumo

Abstract: Historical and archaeological literature in many cases have named phrouria the ancient Sikel and Sikan towns, which were in contact with the apoikoi from the end of the 8th century B.C. But what is the meaning that the researchers attribute to this word? Is it possible that, in choosing this definition, the interpretations of the dynamics of contact were inevitably filtered through a Hellenocentric view? The purpose of this paper is to analyze different forms in which the noun “phrourion” has been and is still used in scientific production, from ancient textual sources to archaeological literature. It is an invitation to reflect on the agency of words in scientific discourse and to what extent we, scholars of Antiquity, are influenced by the vocabulary of Greek “colonialism” when interpreting material culture and societies from the past. (AU)

Resumo

Resumo: As antigas cidades sículas e sicânias, que entraram em contato com os apoikoi a partir do final do século VIII a.C., em muitos casos, na literatura histórica e arqueológica, assumiram o nome de frúria. Mas qual é o significado que os pesquisadores atribuem a essa palavra? É possível que, ao escolher esta definição, as interpretações das dinâmicas do contato sejam inevitavelmente filtradas através de um olhar helenocentrista? O objetivo desta pesquisa é analisar diferentes formas nas quais o substantivo “frúrion” tem sido e ainda é utilizado na produção científica, desde as antigas fontes textuais até a literatura da pesquisa arqueológica. O nosso é um convite para refletir sobre a agência das palavras no discurso científico e até que ponto nós, estudiosos da antiguidade, somos influenciados pelo vocabulário do “colonialismo” grego na interpretação da cultura material e das sociedades do passado. (AU)

Processo FAPESP: 20/04324-9 - História (São Paulo)
Beneficiário:Paulo Cesar Goncalves
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Periódico
Processo FAPESP: 15/03580-3 - Redes de interação entre gregos e não gregos: os frúria de fronteira na hinterlândia da Sicília grega
Beneficiário:Viviana Lo Monaco
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado Direto