Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Contexto Formativo de Invenção Robótico-Matemática: Pensamento Computacional e Matemática Crítica

Texto completo
Autor(es):
Greiton Toledo de Azevedo ; Marcus Vinicius Maltempi ; Arthur Belford Powell
Número total de Autores: 3
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Bolema-Mathematics Education Bulletin-Boletim de Educacao Matematica; v. 36, n. 72, p. 214-238, 2022-05-04.
Resumo

Resumo Neste artigo buscamos identificar e compreender as características do contexto formativo em Matemática de estudantes quando produzem jogos digitais e dispositivos robóticos destinados ao tratamento de sintomas da doença de Parkinson. Norteados pelas ideias da metodologia qualitativa de pesquisa, interagimos com alunos do Ensino Médio visando a construção de um jogo eletrônico com dispositivo robótico, chamado Paraquedas, destinado a sessões de fisioterapia de pacientes com Parkinson. Os alunos foram estimulados a propor e desenvolver ideias em ambientes voltados à experimentação e invenções eletrônicas para beneficiar pessoas em sociedade. Os dados foram analisados à luz dos pressupostos teóricos do Pensamento Computacional e da Matemática Crítica e consistem de discussão-análises do desenvolvimento científico-tecnológico, colaborativo-argumentativo e inventivo-criativo de tecnologias, indo além dos muros da sala de aula de Matemática. Como resultado, identificamos as seguintes características do contexto formativo em Matemática: independência formativa; imprevisibilidade de respostas; aprendizagem centrada na compreensão-investigação-invenção; e conexão entre áreas de conhecimento. Compreendemos que tais características se originam e mutuamente se desenvolvem dinâmico e idiossincraticamente nas concepções de planejamento, diálogo e protagonismo dos sujeitos, os quais fomentam a exploração de problemas aberto e inéditos de Matemática em-uso e descentralizam a formalização excessiva do rigor de objetos matemáticos como ponto nevrálgico à formação em Matemática. (AU)

Processo FAPESP: 18/14053-2 - A Produção do Saber e Fazer Matemático no Contexto do Pensamento Computacional
Beneficiário:Marcus Vinicius Maltempi
Modalidade de apoio: Auxílio à Pesquisa - Regular