Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Carbono em agregados do solo sob vegetação nativa, pastagem e sistemas agrícolas no bioma Cerrado

Texto completo
Autor(es):
Ciniro Costa Junior ; Marisa de Cássia Píccolo ; Marcos Siqueira Neto ; Plínio Barbosa de Camargo ; Carlos Clemente Cerri ; Martial Bernoux
Número total de Autores: 6
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Revista Brasileira de Ciência do Solo; v. 36, n. 4, p. 1311-1322, Ago. 2012.
Resumo

A matéria orgânica do solo (MOS) é responsável pela fertilidade, ciclagem de nutrientes e estabilidade da estrutura, possuindo estreita relação com a agregação do solo. No entanto, ainda não é clara a relação entre as classes de agregados na dinâmica de acúmulo ou perda de MOS em função do uso e manejo do solo. Este trabalho teve como objetivo avaliar os teores de carbono (C) em agregados do solo sob quatro usos e manejos: Cerrado nativo (CE), sistema plantio direto (SPD), sistema plantio convencional (SPC) e pastagem (PA). As áreas de estudo estão localizadas no município de Rio Verde (GO), em solo classificado como Latossolo Vermelho distrófico de textura argilosa. Em amostras de solo coletadas em fevereiro de 2007 nas camadas de 0-5, 5-10 e 10-20 cm de profundidade, foram determinados: a quantidade de macroagregados (maiores que 2,0 mm), mesoagregados (maiores que 0,25 e menores que 2,00 mm) e microagregados (maiores que 0,05 e menores que 0,25 mm) estáveis em água, os índices de agregação diâmetro médio ponderado (DMP) e geométrico (DMG) e os teores de C nas classes de agregados estabelecidas. No solo avaliado observou-se predominância de macroagregados, com maior quantidade sob CE e PA, em comparação ao solo sob SPD e SPC, indicando efeito negativo do cultivo do solo na conservação de macroagregados. Contudo, os teores de C nos agregados do solo na camada de 0-20 cm foram maiores no CE e SPD em relação a PA e SPC, sugerindo que o não revolvimento e a manutenção dos resíduos culturais na superfície do solo favorecem o acúmulo de C. Com isso, foi verificado que os macro e mesoagregados podem ser mais sensíveis ao tipo de uso e manejo do solo, quando comparados aos microagregados. A agregação do solo sob PA é semelhante à do CE, embora com menores teores de C, sugerindo dinâmica de agregação diferenciada, o que merece a atenção de novas pesquisas. (AU)

Processo FAPESP: 06/52201-6 - Estoque de carbono e nitrogênio e agregação do solo sob diferentes sistemas de manejo agrícola no cerrado, em Rio Verde (GO)
Beneficiário:Ciniro Costa Junior
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo FAPESP: 04/15538-7 - Estoques de carbono e nitrogênio em solos de Cerrado visando à sustentabilidade agrícola
Beneficiário:Marisa de Cassia Piccolo
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Regular