Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Oportunismo alimentar de Knodus moenkhausii (Teleostei, Characidae): uma espécie abundante em riachos do noroeste do estado de São Paulo, Brasil

Texto completo
Autor(es):
Ceneviva-Bastos, Mônica [1] ; Casatti, Lilian [2]
Número total de Autores: 2
Afiliação do(s) autor(es):
[1] Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas - Brasil
[2] Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas - Brasil
Número total de Afiliações: 2
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: IHERINGIA SERIE ZOOLOGIA; v. 97, n. 1, p. 7-15, mar. 2007.
Área do conhecimento: Ciências Biológicas - Zoologia
Assunto(s):Peixes (classificação)   Osteichthyes   Sazonalidade   Rios   Rio Paraná   São Paulo (SP)
Resumo

O objetivo deste estudo foi investigar a biologia alimentar de Knodus moenkhausii (Eigenmann & Kennedy, 1903) em riachos do Alto rio Paraná no Estado de São Paulo. Em oito riachos (R1-R8), K. moenkhausii se alimentou de 18 itens, dos quais algas, ninfas de efemerópteros e larvas de dípteros foram os itens autóctones mais freqüentes e dominantes; fragmentos de insetos terrestres, himenópteros e aranhas foram os itens alóctones mais freqüentes e dominantes. No riacho R2, K. moenkhausii apresentou dieta distinta dos demais riachos, principalmente em função da profundidade, tipo de substrato e da presença de vegetação ripária. No riacho R9, amostrado mensalmente durante um ano, foram identificados 15 itens, dos quais insetos terrestres predominaram ao longo do ano; larvas de dípteros e algas foram pouco expressivas nos períodos de dezembro-janeiro (período mais quente e chuvoso) e junho-julho (período mais frio e seco). No riacho R9 foram realizadas observações subaquáticas durante mergulho livre, onde observamos a cata de itens na coluna d'água junto do substrato, da vegetação submersa e na superfície da água. A elevada variedade de itens consumidos - condicionada às variações do hábitat e sazonais - e a prática de diversas táticas nos permitem considerar K. moenkhausii uma espécie oportunista quanto ao uso dos recursos alimentares. Este oportunismo aparentemente se reflete na abundância da espécie, demonstrando boa capacidade em alocar parte significativa de sua energia à reprodução, mesmo em ambientes fisicamente impactados por ação antrópica. (AU)

Processo FAPESP: 01/13340-7 - Avaliação da integridade biótica dos riachos da região Noroeste do estado de São Paulo, bacia do Alto Paraná, utilizando comunidades de peixes
Beneficiário:Lilian Casatti
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Programa BIOTA - Apoio a Jovens Pesquisadores
Processo FAPESP: 02/05996-2 - Avaliação da integridade biótica dos riachos da região noroeste do estado de São Paulo, Bacia do Alto Paraná, utilizando comunidades de peixes
Beneficiário:Lilian Casatti
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Programa BIOTA - Apoio a Jovens Pesquisadores
Processo FAPESP: 03/12893-8 - Alimentação de Knodus moenkhausii (Pisces, Ostariophysi, Characidae), uma espécie alóctone em riachos do Noroeste do estado de São Paulo
Beneficiário:Mônica Ceneviva Bastos
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Iniciação Científica