Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Pequenos mamíferos não-voadores da Reserva Florestal do Morro Grande - distribuição das espécies e da diversidade em uma área de Mata Atlântica

Texto completo
Autor(es):
Pardini, Renata [1] ; Umetsu, Fabiana [2]
Número total de Autores: 2
Afiliação do(s) autor(es):
[1] Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Biociências - Brasil
[2] Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Biociências - Brasil
Número total de Afiliações: 2
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Biota Neotropica; v. 6, n. 2 2006.
Área do conhecimento: Ciências Biológicas - Ecologia
Assunto(s):Mamíferos   Variações sazonais   Habitat   Biodiversidade   Florestas tropicais   Reservas florestais   Mata Atlântica
Resumo

Pequenos mamíferos não-voadores, grupo ecológico mais diversificado de mamíferos das florestas Neotropicais, influenciam a dinâmica florestal e são bons indicadores de alterações locais do habitat e da paisagem. Entretanto, padrões de distribuição das espécies e da diversidade são pouco conhecidos e poucos dos maiores remanescentes de Mata Atlântica foram inventariados adequadamente. Utilizando o levantamento por nós realizado na Reserva Florestal do Morro Grande, São Paulo, e outros 20 levantamentos de pequenos mamíferos não-voadores realizados em áreas de Mata Atlântica, este trabalho tem por objetivo (1) apresentar a lista de espécies e a estrutura da comunidade de pequenos mamíferos não-voadores da Reserva, (2) descrever como a diversidade se distribui no espaço e no tempo na Reserva e (3) investigar como a diversidade destes animais é afetada pelos métodos de amostragem. A fauna de pequenos mamíferos não-voadores da Reserva inclui muitas espécies raras e características de matas maduras, e espécies comuns pertencentes a gêneros que em geral dominam outras áreas grandes e bem preservadas de Mata Atlântica. O número total de espécies é elevado, em parte devido à inclusão de armadilhas de queda na amostragem, mas provavelmente também por sua localização e altitude. A partição aditiva da diversidade indica que a maior parte da diversidade é encontrada localmente nos sítios de amostragem, secundariamente entre sítios do mesmo habitat e apenas uma menor parte entre habitats, indicando a importância da heterogeneidade da floresta em micro-escala para a distribuição de pequenos mamíferos não-voadores. A abundância e a riqueza não variaram entre os dois anos de amostragem, sendo possível que as populações e comunidades de matas contínuas sejam mais estáveis temporalmente. Porém, variaram sazonalmente, com valores altos no final da estação chuvosa e baixos no final da estação seca. As armadilhas de queda mostraram-se extremamente eficientes na captura de pequenos mamíferos não-voadores. (AU)

Processo FAPESP: 02/10845-3 - Pequenos mamíferos em Caucaia do Alto: uma análise da importância da conectividade em uma paisagem fragmentada
Beneficiário:Fabiana Umetsu
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo FAPESP: 02/02126-7 - Estudo da importância relativa do grau de conectividade e da estrutura da vegetação para a comunidade de pequenos mamíferos em fragmentos florestais de Mata Atlântica
Beneficiário:Sérgio Marques de Souza
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo FAPESP: 99/05123-4 - Conservação da biodiversidade em paisagens fragmentadas no Planalto Atlântico de São Paulo (Brasil)
Beneficiário:Jean Paul Walter Metzger
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Programa BIOTA - Temático
Processo FAPESP: 02/02125-0 - Efeitos da fragmentação da Mata Atlântica: investigando a importância relativa do tamanho do fragmento e da qualidade do habitat na estruturação da comunidade de pequenos mamíferos
Beneficiário:Ricardo Braga Neto
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo FAPESP: 01/13309-2 - Efeitos da fragmentação de Mata Atlântica: um estudo comparativo entre paisagens e grupos de espécies de pequenos vertebrados
Beneficiário:Renata Pardini
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado