Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Densidades de aranhas errantes (Ctenidae e Sparassidae, Araneae) em uma floresta fragmentada

Texto completo
Autor(es):
Rego, Felipe N. A. A. ; Venticinque, Eduardo M. ; Brescovit, Antonio D. [3]
Número total de Autores: 3
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Biota Neotropica; v. 5, n. 1A, p. 45-52, 2005.
Área do conhecimento: Ciências Biológicas - Zoologia
Assunto(s):Arachnida   Araneae   Florestas   Ecossistema amazônico
Resumo

As aranhas errantes das famílias Ctenidae e Sparassidae são noturnas e podem ser encontradas principalmente no folhiço forrageando em locais próximos umas das outras na região amazônica. A coexistência entre estas aranhas sugere que elas competem por alimento e abrigos e, por serem predadores generalistas, a predação intraguilda também pode limitar a abundância de suas populações. Neste estudo, investigamos os efeitos da fragmentação florestal sobre a densidade de aranhas, cujas populações estão sujeitas ao isolamento e a redução de seus hábitats. Sete fragmentos florestais (£10 ha) e nove áreas de mata contínua (>1000 ha) foram comparados quanto à densidade das espécies de Ctenidae e Sparassidae, em uma floresta de terra-firme na Amazônia Central. Testes com ANOVA revelaram que os ctenídeos foram mais suscetíveis à fragmentação da floresta por terem suas populações reduzidas nos fragmentos onde, por outro lado, os esparassídeos foram mais abundantes. Portanto, os fragmentos estudados foram considerados ambientes alterados por não serem capazes de manter as populações destas aranhas nos níveis observados na mata contínua. Além disso, a correlação entre a densidade de ctenídeos e esparassídeos foi negativa na área de estudo (Pearson, r = -0,527, n = 16) indicando que é provável, que a competição por recursos e, talvez, a predação intraguilda tenham um papel importante no tamanho destas populações. Porém, um melhor conhecimento a respeito das interações entre as espécies de Ctenidae e Sparassidae (competição interespecífica e predação intraguilda) é fundamental para o entendimento de como a coexistência entre elas pode influenciar na suscetibilidade destas aranhas à fragmentação da floresta. (AU)

Processo FAPESP: 99/05446-8 - Biodiversidade de Arachnida e Myriapoda do estado de São Paulo
Beneficiário:Antonio Domingos Brescovit
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Programa BIOTA - Temático