Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Influência da mídia em universitárias brasileiras de diferentes regiões

Texto completo
Autor(es):
Alvarenga, Marle dos Santos [1] ; Dunker, Karin Louise Lenz ; Philippi, Sonia Tucunduva ; Scagliusi, Fernanda Baeza
Número total de Autores: 4
Afiliação do(s) autor(es):
[1] Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Saúde Pública - Brasil
Número total de Afiliações: 4
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Jornal Brasileiro de Psiquiatria; v. 59, n. 2, p. 111-118, 2010.
Área do conhecimento: Ciências da Saúde - Nutrição
Assunto(s):Avaliação nutricional   Meios de comunicação   Poder social   Aparência física   Estudantes universitários
Resumo

A mídia tem impacto na satisfação com a imagem corporal e risco para o desenvolvimento de transtornos alimentares. Avaliar a influência da mídia em universitárias e possíveis associações com idade, estado nutricional, renda e escolaridade do chefe da família. 2.489 estudantes do sexo feminino das cinco regiões do Brasil responderam à Sociocultural Attitudes Towards Appearance Scale (SATAQ-3). O escore na SATAQ foi comparado entre as regiões por meio de uma análise de variância. Uma análise de covariância foi utilizada para verificar a influência das variáveis estudadas no escore da SATAQ. Uma regressão logística foi realizada para verificar a interferência conjunta das variáveis em relação à influência da mídia. Não foram encontradas diferenças regionais na SATAQ total (p = 0,164) e subescalas Internalização atlética (p = 0,293) e Pressão (p = 0,150); houve diferença para as subescalas Internalização geral (p = 0,010) e Informação (p = 0,002). Idade, estado nutricional e renda influenciaram o resultado. O escore total na SATAQ foi similar entre as regiões, mas o Sul e o Nordeste apresentaram maiores pontuações para subescalas Internalização geral e Informação respectivamente. Estudantes com menos de 25 anos, com excesso de peso e maior renda foram em média mais influenciadas pela mídia. (AU)

Processo FAPESP: 06/56850-9 - Escala de Avaliação de atitudes alimentares: desenvolvimento, avaliação psicométrica e aplicação
Beneficiário:Marle dos Santos Alvarenga
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado