Busca avançada
Ano de início
Entree


Repensando o fracasso escolar : reflexões a partir do discurso da criança-aluno

UNESP Texto completo
Autor(es):
Marisa de Fátima Sirino
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: Assis. 249 f.
Instituição: Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Filosofia, Ciencias e Letras (Campus de Assis).
Data de defesa:
Membros da banca:
Elizabeth Gelli Yazlle; Mailene Proença Rebello de Souza
Orientador: Beatriz Belluzzo Brando Cunha
Resumo

O tema Fracasso Escolar está constantemente em discussão e quase sempre se vincula à deficiência da criança-aluno, considerada a partir da visão da classe dominante, que marginaliza e exclui aqueles que não se adaptam aos seus padrões. Esta pesquisa investiga tal tema sob a perspectiva da criança-aluno tida como portadora de problemas de aprendizagem. Queremos com isso contribuir para a problematização do tema sob uma nova ótica. Durante o período de um ano acompanhamos o cotidiano de uma escola pública de ensino fundamental, realizando observações (em salas de aula - 3asérie e reforço -, e nos demais espaços da escola), atividades em grupo com 03 alunos e entrevistas com pais e professores. De forma geral, as famílias atribuem a si próprias ou a seus filhos a responsabilidade pelo fracasso escolar da criança-aluno. Os professores, por sua vez, reforçam essa crença, ao impor às famílias e às crianças essa responsabilidade. O contato com as crianças-alunos nos permitiu presenciar manifestações referentes ao cotidiano extra-escolar e a sua história pessoal e de sentimentos de (in)adequação ao ambiente escolar; pudemos verificar como se relacionam com os colegas, com o lúdico e com o aprender/não aprender na escola e como reagem frente aos estigmas atribuídos a elas na escola. O contexto grupal permitiu uma maior aproximação e possibilitou a emergência de opiniões, percepções, sentimentos, sensações, desabafos; enfim, reações diversas sobre o que pensam da escola e das relações estabelecidas neste contexto e fora dele. Através das ações, às vezes desordenadas, inquietas, apáticas, turbulentas, as crianças falam. Elas denunciam algo que ultrapassa a questão pedagógica, falam de preconceitos, violências, medos, desrespeito... (AU)

Processo FAPESP: 00/06332-5 - Repensando o fracasso escolar: reflexões a partir do discurso do aluno
Beneficiário:Marisa de Fatima Sirino
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado