Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Frugivory by the White-bearded Manakin (Manacus manacus, Pipridae) in restinga forest, an ecosystem associated to the Atlantic forest

Título (Português): Frugivoria pela rendeira (Manacus manacus, Pipridae) em floresta de restinga, um ecossitema associado a Mata Atlantica
Texto completo
Autor(es):
Cestari, Cesar [1, 2] ; Pizo, Marco Aurelio [2]
Número total de Autores: 2
Afiliação do(s) autor(es):
[1] Univ Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho UN, Programa Posgrad Zool, BR-13506900 Rio Claro, SP - Brazil
[2] Univ Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho UN, Dept Zool, BR-13506900 Rio Claro, SP - Brazil
Número total de Afiliações: 2
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Biota Neotropica; v. 13, n. 2, p. 345-350, Abr. 2013.
Citações Web of Science: 2
Resumo

Manakins (Pipridae) are one of the most abundant fruit-eaters and seed dispersers in the understory of neotropical forests. We describe the fruit diet of the White-beaded Manakin (Manacus manacus) based on a two-year study of its foraging behavior on fruiting plants, collecting seeds from feces and regurgitations of trapped individuals, and from lekking males' courts in restinga forests at the southern coast of the state of São Paulo, Brazil. Manacus manacus consumed 58 species of fruits from 30 different plant families. Fruits were taken at 3.5 ± 1.9 m height and 1.5 ± 1.6 m below the forest canopy using mainly sally-strike and glean manoeuvres. Most of the fruits were berries ranging from 3.1 to 17 mm in diameter and containing from 1 to 86 seeds. Fruits up to 12 mm in diameter were swallowed whole. Ripe and unripe fruits were equally consumed. Our results corroborate with the great variety of small fruits consumed by manakin species, and indicate that M. manacus is an important seed disperser, potentially contributing to recruitment of plants in restinga. (AU)

Resumo

Os tangarás (Pipridae) são um dos grupos de aves frugívoras e dispersoras de sementes mais abundantes em estratos baixos das florestas neotropicais. Neste trabalho descrevemos os frutos consumidos pela rendeira (Manacus manacus) amostrados durante dois anos de estudo sobre o comportamento de forrageamento desta espécie em plantas frutíferas, coletando sementes de fezes e regurgitos de indivíduos capturados em rede de neblina e coletando sementes em arenas de machos que fazem lek para atração de fêmeas em áreas de restinga do litoral sul do estado de São Paulo. Manacus manacus consumiu 58 espécies de frutos de 30 famílias de plantas. Os frutos foram retirados a 3.5 ± 1.9 m de altura do solo e 1.5 ± 1.6 m abaixo do dossel florestal usando principalmente as manobras dos tipos sally-strike (retirada de frutos em voos curtos) e glean (retirada de frutos quando pousados em galhos). A maioria dos frutos eram bagas com diâmetros entre 3.1 a 17 mm e 1 a 86 sementes. Frutos com diâmetro até 12 mm foram engolidos inteiros. Frutos maduros e imaturos foram igualmente consumidos. Nossos resultados corroboram com a alta variedade de pequenos frutos consumidos por espécies de tangarás e indicam que M. manacus é um importante dispersor de sementes, sendo potencialmente importante para o recrutamento nas comunidades de plantas na restinga. (AU)

Processo FAPESP: 09/17577-3 - Dispersão de sementes por Manacus manacus (Aves, Pipridae) em áreas com e sem atividades de lek: contribuição da espécie para manutenção do ecossistema de restinga
Beneficiário:Marco Aurelio Pizo Ferreira
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Regular