Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Percepção do ambiente e prática de atividade física no lazer entre idosos

Texto completo
Autor(es):
Salvador, Emanuel Péricles [1] ; Florindo, Alex Antonio [2] ; Reis, Rodrigo Siqueira ; Costa, Evelyn Fabiana
Número total de Autores: 4
Afiliação do(s) autor(es):
[1] Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Saúde Pública - Brasil
[2] Universidade de São Paulo (USP). Escola de Artes, Ciências e Humanidades - Brasil
Número total de Afiliações: 4
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Revista de Saúde Pública; v. 43, n. 6, p. 972-980, 2009.
Área do conhecimento: Ciências da Saúde - Saúde Coletiva
Assunto(s):Atividade motora   Percepção ambiental   Idosos
Resumo

Analisar a associação da prática de atividades físicas no lazer com a percepção do ambiente por idosos. Estudo transversal realizado com 385 idosos com 60 anos ou mais residentes do distrito de Ermelino Matarazzo no município de São Paulo, SP, em 2007. Para a avaliação das atividades físicas no lazer foi utilizado o Questionário Internacional de Atividades Físicas versão longa, acrescida de questões específicas para o estudo. A avaliação do ambiente foi realizada por meio de escala de percepção adaptada do instrumento Neighborhood Environmental Walkability Scale. Para a análise estatística, modelos de análise de regressão logística múltipla foram estratificados segundo sexo, controlados por escolaridade. Para a classificação de ativo no lazer, foi utilizado o ponto de corte de 150 min semanais de atividade física. A proporção de idosos fisicamente ativos no lazer foi de 15,2% (19,1% e 12,5%, para homens e mulheres, respectivamente). A presença de quadras (OR=2,95), agências bancárias (OR=3,82) e postos de saúde (OR=3,60), boa percepção de segurança durante o dia (OR=4,21) e receber convite de amigos para fazer atividade física (OR=3,13) tiveram associação com a prática de atividade física no lazer nos homens. Presença de igrejas ou templos religiosos (OR=5,73), academias (OR=2,49) e praças (OR=3,63) tiveram associação com a prática de atividade física no lazer em mulheres. Programas de promoção de atividades físicas para a população idosa devem considerar as variáveis relacionadas às estruturas públicas e privadas (academias, praças, quadras, postos de saúde e bancos), locais que congregam reuniões sociais (igrejas), ao suporte social (ser convidado por amigos para praticar atividade física) e percepção de segurança. (AU)

Processo FAPESP: 06/57810-0 - Atividade física e sua relação com variáveis individuais e ambientais na população idosa do distrito de Ermelino Matarazzo da zona leste do município de São Paulo
Beneficiário:Alex Antonio Florindo
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo FAPESP: 06/53767-3 - Atividade física e sua relação com o meio ambiente na população idosa do distrito de Ermelino Matarazzo da zona leste de São Paulo
Beneficiário:Emanuel Péricles Salvador
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado