Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Perfil da fluência: análise comparativa entre gagueira desenvolvimental persistente familial e isolada

Texto completo
Autor(es):
Cristiane Moço Canhetti de Oliveira ; Michele Fiorin ; Paula Roberta Nogueira ; Cecília Piccin Laroza
Número total de Autores: 4
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Revista CEFAC; v. 15, n. 6, p. 1627-1634, Dez. 2013.
Resumo

OBJETIVO: avaliar e comparar a fluência de indivíduos com Gagueira Desenvolvimental Persistente Familial e de indivíduos com Gagueira Desenvolvimental Persistente Isolada, caracterizando a tipologia das disfluências, a porcentagem de disfluências, a taxa de elocução e a gravidade da gagueira. MÉTODO: participaram 40 indivíduos, entre 6 e 42 anos de idade, divididos em dois grupos de 20 participantes cada um: Gagueira Desenvolvimental Persistente Familial e Gagueira Desenvolvimental Persistente Isolada. Os procedimentos utilizados nos grupos foram: histórias clínica e familial, avaliação da fluência e Instrumento de Gravidade da Gagueira. RESULTADOS: não houve diferenças estatisticamente significantes entre os grupos quanto à porcentagem de disfluências gagas, ao fluxo de sílabas e palavras por minuto, e a gravidade da gagueira. Nota-se uma tendência do grupo de pessoa com gagueira familial apresentar uma maior variabilidade da gravidade da gagueira, que foi de leve a muito grave, enquanto que, no grupo de pessoas com gagueira isolada, a gravidade variou de leve a grave. CONCLUSÃO: este estudo representa um primeiro esforço para a caracterização do perfil da fluência de subgrupos de pessoas que gaguejam, a saber, gagueira desenvolvimental persistente familial e gagueira desenvolvimental persistente isolada. Pode-se concluir que o perfil da fluência de pessoas com gagueira, independente do histórico familial, é semelhante. Vale ressaltar que a ocorrência de algumas tipologias gagas, repetição de palavra monossilábica, bloqueio e intrusão foram distintas entre os grupos. (AU)

Processo FAPESP: 10/18758-9 - Perfil da fluência: análise comparativa entre gagueira desenvolvimental persistente familial e isolada
Beneficiário:Cecília Piccin Laroza
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Iniciação Científica