Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Effect of local mate competition on fig wasp sex ratios

Título (Português): Efeito da competição local por acasalamentos na razão sexual de vespas de figo
Texto completo
Autor(es):
R. A. S. Pereira ; A. P. Prado
Número total de Autores: 2
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Brazilian Journal of Biology; v. 66, n. 2b, p. 603-610, Maio 2006.
Resumo

In fig wasps, mating takes place among the offspring of one or a few foundress mothers inside the fig from which mated females disperse to found new broods. Under these conditions, related males will compete with each other for mating and several studies have shown female bias in brood sex ratios as a response to Local Mate Competition (LMC). Studying Pegoscapus tonduzi which pollinates Ficus citrifolia in Brazil, we analysed the effect of LMC (number of foundresses) on the sex ratio of the offspring of pollinating wasps. The relationship between the foundress number and brood sex ratio qualitatively followed the theory, however the empirical sex ratio was more female biased than expected from theoretical values. The model for an optimal sex ratio considers that each foundress wasp contributes the same number of eggs to be bred and that the violation of this assumption may explain the lack of adjustment in relation to the theory. (AU)

Resumo

Em vespas de figo, os acasalamentos ocorrem dentro da prole de uma ou poucas vespas fundadoras, no interior do figo. Posteriormente, as fêmeas acasaladas se dispersam para colonizar novos figos. Sob estas condições, machos aparentados competem entre si por acasalamentos. Vários estudos mostram que esta competição local por acasalamentos (CLA) favorece a ocorrência de uma razão sexual da prole desviada em favor das fêmeas. Estudando Pegoscapus tonduzi que poliniza Ficus citrifolia no Brasil, nós analisamos o efeito da CLA (número de fundadoras) na razão sexual da prole das vespas polinizadoras. A relação do número de fundadoras e a razão sexual da prole seguiu qualitativamente o predito pela teoria, porém, os valores observados foram mais desviados em favor das fêmeas que o esperado. O modelo para razão sexual ótima considera que cada vespa fundadora contribui com o mesmo número de ovos na prole. A violação deste pressuposto explicaria a falta de ajuste dos resultados em relação à teoria. (AU)

Processo FAPESP: 98/05067-4 - Competição por acasalamento em vespas-de-figo (Hymenoptera: Chalcidoiea) associadas a Ficus eximia Schott (Moraceae)
Beneficiário:Rodrigo Augusto Santinelo Pereira
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado