Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Arsênio na água subterrânea em Ouro Preto e Mariana, Quadrilátero Ferrífero (MG)

Texto completo
Autor(es):
Ricardo Perobelli Borba ; Bernardino Ribeiro Figueiredo ; José Adilson Cavalcanti
Número total de Autores: 3
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Rem: Revista Escola de Minas; v. 57, n. 1, p. 45-51, Mar. 2004.
Resumo

No Quadrilátero Ferrífero (QF), o abastecimento público de água é feito principalmente com a captação de águas das bacias hidrográficas. Entretanto, em alguns locais, há a utilização de água subterrânea, proveniente de nascentes ou mesmo de minas abandonadas, para o abastecimento humano. As principais fontes naturais de As no QF estão relacionadas às rochas que hospedam depósitos auríferos sulfetados. As fontes antrópicas de As são as pilhas de rejeito, solos e sedimentos contaminados. Em águas coletadas em algumas minas auríferas subterrâneas e nascentes das regiões de Ouro Preto e Mariana, foram encontradas concentrações de As total variando de 2 a 2980µg/L e de As3+ de 1 até 86 µg/L. Com base nos estudos geológicos e hidrogeoquímicos da ocorrência de As, nas rochas e nas águas subterrâneas, observou-se que as maiores concentrações de As são encontradas nos aqüíferos hospedados em rochas que possuem sulfetos e carbonatos, embora as concentrações dos aqüíferos que possuem somente sulfetos também foram elevadas. O monitoramento de As na água subterrânea deve ser periódico, independentemente de sua ausência num primeiro momento, nos poços e em outras fontes de captações de águas subterrâneas atualmente em utilização no abastecimento público ou privado. (AU)

Processo FAPESP: 97/14446-6 - O comportamento do arsênio e outros elementos tóxicos nos produtos de lavra e beneficiamento de mineralizações de ouro no Quadrilátero Ferrífero, Minas Gerais, Brasil
Beneficiário:Ricardo Perobelli Borba
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado