Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Ethnobotany of rural people from the boundaries of Carlos Botelho State Park, São Paulo State, Brazil

Título (Português): Etnobotânica de uma população rural próxima do Parque Estadual Carlos Botelho, SP, Brasil
Texto completo
Autor(es):
Natalia Hanazaki ; Vinícius Castro Souza ; Ricardo Ribeiro Rodrigues
Número total de Autores: 3
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Acta Botanica Brasilica; v. 20, n. 4, p. 899-909, Dez. 2006.
Resumo

In this article we describe and analyze the use of plant resources in a region nearby a conservation area. Data were collected through semi-structured interviews, in which we asked the interviewees to free list the plants known. Species cited were identified through collection of botanical samples, and field observations. Fifty-eight inhabitants were interviewed; banana farming, cattle ranching, and extracting palm hearts are their main economic activities. A total of 248 ethnospecies were mentioned, including over 200 botanical species. Plants were grouped into four habitats (A = well-preserved forest; B = disturbed forest in old successional stages; C = recently disturbed environments; D = cultivated areas and home gardens). Highest diversity is known for plants from A habitats, followed by C+D, and finally by B areas; however, a higher number of species is expected in B areas when compared to C+D. There is a small number of common species, and comparable proportions of intermediate and rare species, for all habitats. Common species occur in all types of habitats. Local knowledge of plants from well-preserved habitats is more diverse than for plants from other areas, suggesting that the relationship between inhabitants and the conservation area is still intense. (AU)

Resumo

Neste estudo, nós descrevemos e analisamos o uso de recursos vegetais em uma região próxima a uma área de conservação. Os dados foram coletados através de entrevistas semi-estruturadas, incluindo listagens livres dos recursos vegetais conhecidos. As espécies foram identificadas através de coletas botânicas e de observações de campo. Foram entrevistados 58 habitantes; cultivo de banana, trabalho em fazendas de gado e extração de palmito são suas atividades econômicas principais. Foram mencionadas 248 etnoespécies, correspondendo a mais de 200 espécies botânicas. As plantas foram agrupadas em quatro habitats (A = floresta bem preservada; B = floresta perturbada, em estágios successionais avançados; C = ambientes recentemente perturbados; D = áreas cultivadas e quintais). Uma maior diversidade foi encontrada para o habitat A, seguido por C+D, e finalmente por áreas B; entretanto, é esperada uma riqueza maior de espécies para a área B quando comparada a C+D. Há poucas espécies comuns, e proporções comparáveis de espécies intermediárias e raras, para todos os habitats. As espécies comuns ocorrem em todos os tipos de habitats. O conhecimento local das plantas dos habitats bem preservados é mais diverso do que para plantas de outras áreas, sugerindo que a relação entre habitantes e a área de conservação é ainda intensa. (AU)

Processo FAPESP: 01/05596-1 - Diversidade, uso e conservação em florestas do estado de São Paulo: potencial etnobotânico no entorno de parcelas permanentes
Beneficiário:Natalia Hanazaki
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado