Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Remoção de sulfato de águas residuárias industriais em reator anaeróbio de leito fixo operado em bateladas sequenciais

Texto completo
Autor(es):
Arnaldo Sarti ; Ariovaldo José da Silva ; Roberto Sarti Côrtes ; Eugenio Foresti
Número total de Autores: 4
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Engenharia Sanitária e Ambiental; v. 13, n. 1, p. 15-22, Mar. 2008.
Resumo

Avaliou-se o potencial de uso reator anaeróbio operado em bateladas seqüenciais com biomassa imobilizada (ASBBR), em escala piloto, no tratamento de água residuária industrial contendo elevadas concentrações de sulfato. O ASBBR, com volume total de 1.2 m³, foi preenchido com carvão mineral como meio suporte para imobilização da biomassa (leito fixo). Foram aplicadas cargas de 0,15; 0,30; 0,65; 1,30 e 1,90 kg SO4-2/ciclo (ou batelada) com duração de 48 h, correspondendo, respectivamente, às concentrações de sulfato no afluente de 0,25; 0,50; 1,0; 2,0 e 3,0 gSO4-2.l-1. Utilizou-se etanol como doador de elétrons para a redução do sulfato. O reator foi operado à temperatura ambiente (29±8ºC), tendo sido obtidas eficiências médias na redução de sulfato entre 88 e 92% em 92 ciclos (275 dias). Os resultados obtidos permitem concluir que o uso de reatores ASBBR constitui-se em alternativa eficiente para a remoção de sulfatos de águas residuárias com características semelhantes às utilizadas neste trabalho. (AU)

Processo FAPESP: 03/07799-2 - Desempenho de reator anaeróbio operado em batelada sequencial (escala piloto) no tratamento de água residuária de indústria química
Beneficiário:Arnaldo Sarti
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado