Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de arquitetura de baixo custo para osciloscópio digital (DSO) multifuncional com suporte a plataforma Android

Processo: 17/20623-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de agosto de 2018 - 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Elétrica - Medidas Elétricas, Magnéticas e Eletrônicas, Instrumentação
Convênio/Acordo: FINEP - PIPE/PAPPE Subvenção
Pesquisador responsável:Daniel Mendes Adelino
Beneficiário:Daniel Mendes Adelino
Empresa:Daniel Mendes Adelino - ME
Município: São Bernardo do Campo
Pesquisadores principais:Oscar Ernesto Rojas Rojas
Vinculado ao auxílio:15/50656-5 - Desenvolvimento de arquitetura de baixo custo para osciloscópio digital (DSO) multifuncional com suporte a plataforma Android, AP.PIPE
Assunto(s):Osciloscópio digital  Protocolos de comunicação  Instrumento de medida  Tecnologias mobile  Android 

Resumo

Os principais balizadores do projeto são a facilitação do aprendizado, do desenvolvimento, da reparação e do teste de aparelhos eletrônicos. Osciloscópios multifuncionais são instrumentos fundamentais no desenvolvimento e manutenção de equipamentos, diretamente ou indiretamente, em praticamente todas as áreas do conhecimento. O avanço da tecnologia, de uma forma geral (maior densidade de eletrônica embarcada em produtos), e a iniciativa de várias organizações para a popularização de plataformas de hardware Open Source para estimular o aprendizado como: Arduino, BeagleBoard, Raspberry, entre outras, criou uma maior demanda e um novo nicho de mercado para produtos de menor custo. Hoje no Brasil, o osciloscópio é um produto de médio a alto custo de aquisição (produto importado/remarcado ou fabricado a partir de um kit CKD, sem tecnologia nacional) e não há opção de produtos nacionais de especificações intermediárias e/ou de menor custo, tornando o inalcançável a muitos consumidores como: estudantes, profissionais autônomos e microempresas. Através do contato com os atuais clientes da DMA, também se identificou que uma grande necessidade do mercado é tornar o uso do osciloscópio mais prático e abstrair parte do conhecimento técnico necessário para o reparo e testes de eletrônicos. Este objetivo será alcançado através da função de geração de curvas Tensão x Corrente e o acesso a diversas formas de ondas, para comparação com o sinal medido, através de um database integrado. O DSO (Digital Storage Oscilloscope) a ser desenvolvido tem como objetivo viabilizar um produto que possa ser industrializado a um baixo custo, com dimensões reduzidas, e que possa ser utilizado com tablets e celulares, além de plataformas mais convencionais como Windows e Linux. É importante notar que o produto final deve funcionar também em dispositivos comuns, não sendo necessário tablet ou celular de última geração para utilizar o DSO. O projeto resultará em duas arquiteturas/versões de produto, uma voltada para baixo custo e outra para clientes mais exigentes em qualidade e maiores taxas de amostragem. A estimativa da consultoria IDC para 2017, é que 87% dos dispositivos vendidos serão tablets e celulares, o que confirma a tendência do mercado e a vantagem do projeto proposto. Um dos grandes desafios da pesquisa nas fases do PIPE 1 e 2 (ainda vigente) foi validar se o hardware de tablets e celulares Android de baixo custo teriam capacidade suficiente de processamento de sinais (considerando todos os recursos de um osciloscópio digital), tendo como restrição o custo, a qualidade e o tamanho do hardware do osciloscópio. Outra grande incerteza era a integridade de sinais, que impactaria diretamente na qualidade de medição. A DMA Electronics, como resultado das pesquisas PIPE fase 1 e 2, liquidou as incertezas presentes na pesquisa. Uma das versões do produto, já na versão de comercialização, está em testes em parceiros/clientes, com um feedback muito positivo. A pesquisa terá como resultado principal o fim da dependência do Brasil na tecnologia do osciloscópio digital e a socialização do produto. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.