Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de um hidrogel mimético à matriz extracelular para aplicações em bioimpressão 3D: intervenções químicas para otimização biomecânica

Processo: 19/23104-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de agosto de 2020 - 30 de abril de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biologia Geral
Pesquisador responsável:Renata Francielle Bombaldi de Souza
Beneficiário:Renata Francielle Bombaldi de Souza
Empresa:Tissuelabs Pesquisa e Desenvolvimento Ltda
CNAE: Pesquisa e desenvolvimento experimental em ciências físicas e naturais
Município: São Paulo
Pesq. associados:Gabriel Romero Liguori ; Luiz Felipe Pinho Moreira
Bolsa(s) vinculada(s):20/09466-6 - Desenvolvimento de um hidrogel mimético à matriz extracelular para aplicações em bioimpressão 3D: intervenções químicas para otimização biomecânica, BP.PIPE
Assunto(s):Engenharia tecidual  Biomateriais  Bioimpressão tridimensional  Matriz extracelular  Hidrogéis 

Resumo

O desenvolvimento de hidrogéis para aplicação bioimpressão 3D têm sido foco de intenso investimento por parte de Universidades e empresas ao redor do mundo. Esses hidrogéis procuram mimetizar características do ambiente da matriz extracelular, como pistas bioquímicas e estímulos biomecânicos. Recentemente, otimizamos e padronizamos o processo de fabricação de hidrogéis derivados de matriz extracelular descelularizada. Tais hidrogéis são de especial interesse pois fornecem às células um conjunto de propriedades e sinalizações do microambiente nativo - estruturais e biológicas - capazes de atuar como a própria matriz, suportando e orientando a adesão, proliferação e diferenciação celular. Apesar de estes hidrogéis representarem muito bem o microambiente bioquímico, eles ainda carecem de propriedades biomecânicas compatíveis com o tecido nativo. Como são formados a partir de interações físicas fracas, hidrogéis derivados de matriz extracelular descelularizada não são capazes de suportar altas cargas mecânicas e possuem baixa estabilidade ou retenção de forma. Portanto, o objetivo primário do presente projeto é desenvolver hidrogéis miméticos à matriz extracelular com propriedades bioquímicas e mecânicas adequadas para aplicação na bioimpressão 3D de tecidos por meio da modificação de sua estrutura para favorecimento da formação de hidrogéis químicos, reticulados por ligações covalentes. Em suma, o presente projeto pretende avaliar a viabilidade técnico-científica da fabricação de hidrogéis derivados de matriz extracelular descelularizada quimicamente modificados para serem utilizados como biotintas no processo de bioimpressão 3D. (AU)