Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de um fotômetro no infravermelho próximo para determinação do teor de água no álcool combustível e do teor de etanol na gasolina

Processo: 07/55708-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de julho de 2009 - 30 de junho de 2011
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Ismael Pereira Chagas
Beneficiário:Ismael Pereira Chagas
Empresa:Tech Chrom Instrumentos Analíticos Ltda. - ME
Município: Campinas
Auxílios(s) vinculado(s):11/52004-4 - Viabilização de produção em escala de um fotômetro para determinação do teor de etanol em álcool combustível e gasolina.(finep), AP.PIPE3
11/51061-4 - Viabilização de produção em escala de um fotômetro para determinação do teor de etanol em álcool combustível e gasolina, AP.PIPE3
Bolsa(s) vinculada(s):09/17499-2 - Desenvolvimento de um fotômetro no infravermelho próximo para determinação do teor de água no álcool combustível e do teor de etanol na gasolina, BP.TT
09/14196-9 - Desenvolvimento de um fotômetro no infravermelho próximo para determinação do teor de água no álcool combustível e do teor de etanol na gasolina, BP.TT
08/58462-1 - Desenvolvimento de um fotômetro no infravermelho próximo para determinação do teor de água no álcool combustível e do teor de etanol na gasolina, BP.PIPE
Assunto(s):Fotômetros  Infravermelho  Combustíveis  Gasolina  Etanol 

Resumo

Esta solicitação de auxílio visa ao desenvolvimento de instrumentação analítica aplicável ao setor de distribuição de combustíveis líquidos, contribuindo para sua evolução tecnológica e propondo solução de alcance social, econômico e ambiental. O projeto tem como objetivo completar o desenvolvimento e viabilizar a produção industrial pré-seriada de um fotômetro trabalhando no infravermelho próximo (Near Infrared - NIR) para aplicação na determinação do teor de álcool na gasolina e de água no álcool combustível, na rede distribuidora de combustíveis. A adoção dessa tecnologia associa as vantagens tradicionais da técnica espectrofotométrica às características singulares de um instrumento que não apresenta as restrições operacionais dos equipamentos convencionais, principalmente no tocante à especialização técnica do operador, tempo de espera e simplificação da logística de amostragem. O projeto inova na aplicação do uso de espectroscopia NIR no controle de qualidade de dois tipos de combustíveis simultaneamente, introduzindo características operacionais que fazem do instrumento aqui proposto o primeiro fotômetro no infravermelho destinado a essa aplicação do mercado internacional. As principais aplicações do produto, no Brasil, serão na rede de distribuição de combustíveis líquidos, onde será utilizado no monitoramento da qualidade e controle de adulteração da gasolina e do álcool combustível. O instrumento possui uma fonte de radiação no infravermelho, uma cela de amostra, onde será colocado o combustível a ser analisado, um filtro de interferência específico e um detector sensível nessa região do espectro. Serão aperfeiçoados: o sistema óptico (fontes de radiação no infravermelho, tamanho e geometria da cela), circuitos eletrônicos, interface de comunicação e software operacional. O aperfeiçoamento do protótipo consiste em viabilizar a produção industrial através do emprego de componentes de menor custo, e que atendam a aspectos técnicos, ergonômicos, funcionais e de segurança possíveis de serem reproduzidos, independentemente do fornecedor. O instrumento receberá desenho industrial em conformidade com os padrões de mercado e será produzida pré-série, para testes e validação em ambientes reais de aplicação. A validação do instrumento será supervisionada pelo Grupo de Instrumentação e Automação do Instituto de Química da Unicamp, em parceria com a Agência de Inovação da Unicamp (INOVA) O desenvolvimento aqui proposto dará origem a uma linha de instrumentos de análise óptica para diferentes aplicações nos mais diversos setores. Os resultados operacionais obtidos em laboratório serão publicados em periódico especializado e na mídia comum, apresentando as características diferenciadas do produto ao público consumidor. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Conhecimento no mercado