Busca avançada
Ano de início
Entree

Nanociência ambiental - impactos da formação de eco-coronas em nanomateriais sobre a toxicidade e cooperação Brasil-UE para o desenvolvimento de uma infraestrutura digital de pesquisa em nanossegurança

Processo: 18/25140-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 01 de junho de 2019
Vigência (Término): 31 de maio de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química
Pesquisador responsável:Diego Stéfani Teodoro Martinez
Beneficiário:Diego Stéfani Teodoro Martinez
Anfitrião: Iseult Lynch
Instituição-sede: Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). Campinas, SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Birmingham, Inglaterra  
Vinculado ao auxílio:14/50906-9 - INCT 2014: em Materiais Complexos Funcionais (INOMAT), AP.TEM
Assunto(s):Materiais nanoestruturados   Nanotoxicologia   Nanotecnologia

Resumo

Entender as interações de nanomateriais com sistemas biológicos e ambiente é essencial para a inovação responsável em nanotecnologia. Nesse sentido, a avaliação da nano(eco)toxicidade, a nanoinformática e a regulamentação de nanomateriais são áreas prioritárias dentro do programa de cooperação Brasil-UE em Ciência e Tecnologia (2018-2020). Os objetivos deste projeto de pesquisa na Universidade de Birmingham são: (1) estudar a interação de nanomateriais com matéria orgânica natural isolada de solos tropicais brasileiros e sistema solo-biocarvão, realizando uma caracterização físico-química de excelência analítica; (2) avaliar os impactos da formação de eco-coronas na toxicidade de nanomateriais utilizando o modelo biológico Daphnia magna, com enfoque em protocolos de co-exposição com outros poluentes e metabolômica; e (3) colaborar com a plataforma NanoCommons H2020 para o desenvolvimento de uma infraestrutura digital de pesquisa em nanossegurança (Brasil-EU), apoiando a avaliação da toxicidade in silico e nanoinformática. Todavia, eco-coronas, solos tropicais brasileiros e biocarvão de bagaço de cana-de-açúcar são sistemas estratégicos e inovadores nesta cooperação científica. Além disso, uma biblioteca de nanomateriais desenvolvida pelo grupo de Nanociência Ambiental da Universidade de Birmingham será utilizada durante este projeto de pesquisa para o estabelecimento de correlações sistemáticas entre estrutura-atividade (efeito) dos nanomateriais. A execução deste projeto contribuirá para o avanço de questões científicas fundamentais envolvendo interações ambientais de nanomateriais e nanossegurança, promovendo uma cooperação internacional (open transnational access) para harmonização de nano-protocolos, compartilhamento de dados experimentais e abordagem Safety-by-Design.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.