Busca avançada
Ano de início
Entree

Moluscos bivalves como sentinelas contemporâneos e históricos da contaminação por microplásticos

Processo: 22/08669-6
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2022
Vigência (Término): 30 de novembro de 2026
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Biológica
Pesquisador responsável:Ítalo Braga de Castro
Beneficiário:Victor Vasques Ribeiro
Instituição Sede: Instituto do Mar (IMar). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Baixada Santista. Santos , SP, Brasil
Assunto(s):Bivalvia   Cinética   Microplásticos   Transplantes
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Bivalves | Cinética | Histórico | microplástico | sentinela | transplante | Contaminação Marinha

Resumo

Microplásticos (MPs <5 mm) são onipresentes em ambientes naturais, estando biodisponíveis para uma variedade de organismos aquáticos, principalmente moluscos bivalves filtradores. Além de apreciados na culinária, amplamente distribuídos e importantes na avaliação da qualidade ambiental, esses organismos têm sido utilizados como sentinelas da contaminação por MPs. Estudos conduzidos por nosso grupo de pesquisa demonstraram que, as maiores concentrações de MPs reportadas para ostras e mexilhões ao redor do mundo, foram encontradas no Sistema Estuarino de Santos. Apesar disso, o litoral brasileiro é escassamente estudado com relação a distribuição espacial e as tendências históricas deste tipo de contaminação. Mais além, pouco é conhecido sobre as taxas de acumulação e depuração de MPs, em espécies habitantes do nosso litoral. Considerando essas lacunas de conhecimento, o presente projeto visa avaliar a dinâmica de acumulação de MPs em ostras (Crassostrea brasiliana) e mexilhões (Perna perna) utilizando uma abordagem experimental de transplante de organismos entre locais sob diferentes níveis de pressão antropogênica. Essa abordagem, será usada para validar e comparar o uso dessas espécies como sentinelas da contaminação, permitindo sua aplicação simultânea em um monitoramento de estuários densamente urbanizados ao longo do litoral brasileiro. Adicionalmente, tendências históricas e a relação temporal com fontes potenciais da contaminação por MPs serão avaliadas com base na comparação de organismos do passado (depositados em coleções zoológicas) com amostras obtidas contemporaneamente. Pela execução da presente proposta, espera-se verificar se as espécies estudadas refletem as condições ambientais de exposição em função das concentrações e do tempo de exposição, viabilizando seu uso também como ferramentas ativas de avaliação. Ainda, o projeto proverá um diagnóstico sobre os níveis de contaminação em seis estuários sob fortes pressões antropogênicas no país, identificando hotspots e fontes da contaminação. Por fim, o projeto fará uma análise temporal da contaminação por MPs em bivalves, demonstrando como esses impactos evoluíram ao longo dos anos no litoral do Brasil estabelecendo relações com fontes potenciais. Portanto, as informações geradas irão viabilizar a elaboração de medidas que visem conter e mitigar a contaminação por MPs no litoral brasileiro aperfeiçoando planos nacionais para gestão desse tipo de resíduo. A execução da proposta contribuirá também para formação de pessoal com alto nível de capacitação.

Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre a bolsa::
Microplásticos se espalham pela costa brasileira 
Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)