Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de um sistema para abastecimento de defensivos agrícola automático e de precisão para pulverizadores no cultivo de cana de açúcar

Processo: 18/01146-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de fevereiro de 2019 - 31 de outubro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Engenharia Agrícola - Máquinas e Implementos Agrícolas
Pesquisador responsável:Jose Antonio Polizel
Beneficiário:Jose Antonio Polizel
Empresa:Polizel Representações Ltda
CNAE: Cultivo de cana-de-açúcar
Fabricação de máquinas e equipamentos para a agricultura e pecuária, exceto para irrigação
Atividades relacionadas à organização do transporte de carga
Município: Araraquara
Assunto(s):Logística  Pulverizadores  Georreferenciamento  Agrotóxicos  Pragas de plantas  Controle de pragas  Cana-de-açúcar 

Resumo

Defensivos agrícolas são amplamente utilizados no Brasil, em especial em plantio de monocultura intensiva, com o objetivo de reduzir a susceptibilidade das culturas ao ataque de pragas e, desta forma, aumentar a produtividade por hectare plantado. Dentre as etapas do processo do uso de defensivos agrícolas há uma grande diversidade no que concerne o uso de processos tecnológicos. Por um lado, houve uma modernização considerável na tecnologia de análise da plantação e também nas tecnologias de aplicação do produto pelo pulverizador (com desenvolvimento de pulverizadores automotriz georreferenciados, por exemplo). Por outro o processo de abastecimento dos pulverizadores em campo acontece de forma rudimentar, sendo que na maioria das vezes o operador (trabalhador rural de baixa instrução educacional) não faz o uso de EPIs (gerando sérios problemas de saúde ocupacional), não efetuam a dosagem/diluição correta de defensivo, promovem desvios de produto para revendê-los no mercado paralelo, além de demorar no abastecimento do pulverizador (deixando um equipamento de alto valor agregado parado por deficiência no processo logístico de abastecimento). Neste âmbito, o presente projeto propõe o desenvolvimento de um sistema para abastecimento de defensivos agrícola automático e de precisão para pulverizadores no cultivo de cana de açúcar. O sistema será baseado na adaptação de sistemas de dosagem de produtos químicos comercial, capaz de operar com defensivos agrícolas, inserindo concomitantemente água e a dosagem dos defensivos, durante o enchimento do pulverizador. Primeiramente, os defensivos concentrados serão abastecidos no galpão da fazenda (usina), por um operador com mais instrução e sob vigilância de supervisores para certificar o uso correto do EPI. Então, a operação em campo será de forma automática, bastando ao operador do pulverizador ajustar a diluição correta de cada defensivo (informada previamente pelo engenheiro agrônomo da plantação). Desta forma, o sistema realizará a dosagem correta, de forma precisa, sem que o operador manuseie os defensivos agrícola em campo. Ainda, haverá um sistema de GPS acoplado ao controlador do equipamento, que irá armazenar todos os dados do processo, de forma georreferenciada, para futura análise pelo gerente geral da fazenda. Em síntese, o sistema será constituído por bombas dosadoras, sensores de nível, pressão, vazão, GPS, controlador lógico programável, Interface Homem-Máquina (IHM) e outros acessórios elétricos, sendo que o equipamento será montado sobre uma "prancha carrega tudo" para ser deslocado acoplado a um caminhão ou trator. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.