Busca avançada
Ano de início
Entree

Abordagem das metástases ósseas por crioablação percutânea guiada por tomografia computadorizada de feixe cônico em pacientes com tumores de endócrinos

Processo: 18/01656-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2019 - 31 de janeiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Radiologia Médica
Pesquisador responsável:Ricardo Miguel Costa de Freitas
Beneficiário:Ricardo Miguel Costa de Freitas
Instituição-sede: Instituto de Radiologia (INRAD). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Ana Amélia Fialho de Oliveira Hoff ; Angela Maria Sousa ; Carlos Alberto Buchpiguel ; José Guilherme Mendes Pereira Caldas ; Maria Candida Barisson Villares Fragoso
Assunto(s):Tomografia computadorizada de feixe cônico  Glândula tireoide  Tumores neuroendócrinos  Adrenal  Criocirurgia 

Resumo

As neoplasias de tireoide, adrenal e neuroendócrinas tem o potencial de disseminação metastática óssea. Cerca de 3% dos pacientes com tumores bem diferenciados de tireoide desenvolvem lesões ósseas secundárias, enquanto em tumores adrenais e neuroendócrinos a taxa é de cerca de 10% e 13%, respectivamente. As metástases para a coluna vertebral estão associadas a pior prognóstico. A doença sistêmica progressiva, complicações pós-operatórias e o déficit neurológico pré-operatório foram associados a pior taxa de sobrevida global no câncer da tireoide. Adicionalmente, cirurgias de maiores proporções em metástases de carcinoma de tireoide na coluna vertebral foram associadas a maiores taxas de complicações. A radiologia intervencionista oferece técnicas promissoras para a abordagem minimamente invasiva de metástases ósseas. As técnicas de ablação por radiofrequência e crioablação percutâneas guiadas por imagem tem sido estudadas em ensaios clínicos e são consideradas opções efetivas na paliação da dor em pacientes com doença óssea metastática. Estas técnicas podem ser associadas aos tratamentos convencionais, tais como a embolização percutânea e a radioterapia externa / radiocirurgia e poupam os pacientes de procedimentos cirúrgicos cruentos e de suas complicações.OBJETIVO: Avaliar a resposta clínica e segurança da crioablação percutânea de metástases ósseas de tumores de tireoide, adrenais e neuroendócrinos guiada por tomografia computadorizada de feixe cônico.DESENHO: estudo prospectivo de fase II, braço único, de único centro, não-randomizado.METODOLOGIA: serão incluídos 30 pacientes com diagnóstico de carcinoma de tireoide, adrenal ou neuroendócrino com lesões ósseas metastáticas associadas a dor ou com risco de fratura, compressão de medula e/ou hipercalcemia que possuam idade e 18 anos, performance status (ECOG) de 0, 1, 2 ou 3 e expectativa média de vida acima de um mês. Serão excluídos pacientes com idade inferior a 18 anos, em tratamento anticoagulante ou antiagregante em atividade ou com coagulopatia não corrigível, pacientes em período de gravidez ou amamentação.DESFECHO PRIMÁRIO: 1. Avaliação dos resultados clínicos da crioablação percutânea no tratamento das metástases ósseas dos cânceres de tireoide, adrenal ou neuroendócrinos, com relação aos eventos esqueléticos relacionados à lesão/lesões tratada(s), necessidade de radioterapia ou cirurgia; avaliação redução de complicações decorrentes da progressão da doença óssea e ao controle álgico nos pacientes sintomáticos. 2. Avaliação do controle de dor através da aplicação de questionários para avaliação de dor antes e após a realização do procedimento.DESFECHOS SECUNDÁRIOS: avaliar se a crioablação percutânea é segura no tratamento das metástases ósseas dos cânceres de tireoide, adrenal ou neuroendócrinos. (AU)