Busca avançada
Ano de início
Entree

Detecção e quantificação de mecanismos de fratura de cerâmicas em temperatura ambiente e elevada via correlação de imagens digitais

Processo: 18/15266-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2018 - 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Mecânica - Mecânica dos Sólidos
Convênio/Acordo: CNRS
Proposta de Mobilidade: SPRINT - Projetos de pesquisa - Mobilidade
Pesquisador responsável:Rodrigo Bresciani Canto
Beneficiário:Rodrigo Bresciani Canto
Pesq. responsável no exterior: François Hild
Instituição no exterior: Laboratoire de Mécanique et Technologie (LMT Cachan), França
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Instituição parceira: Centre National de la Recherche Scientifique
Vinculado ao auxílio:18/02801-4 - Identificação de modelos de material para a simulação computacional da prensagem de pós, AP.R
Assunto(s):Materiais cerâmicos  Método de correlação digital de imagem  Método da cunha  Alta temperatura  Simulação por computador  Resistência à fratura  Prensagem em pó  Cooperação internacional 

Resumo

A primeira parte do projeto está relacionada ao final do projeto Fapesp #2017/05678-6, sobre a análise do Método da Cunha - WST do inglês Wedge Splitting Test - a temperatura ambiente. A segunda parte lidará com a definição do projeto de continuação, visando uma cotutela (com o mesmo aluno, Rafael Vargas) sob supervisão brasileira e francesa. Um ponto chave deste trabalho é o WST realizado a altas temperaturas e monitorado por Correlação de Imagens Digitais (DIC) e estéreo-correlação (SC). Análises de viabilidades serão feitas (até 700 ºC) na França com materiais processados no Brasil. Experimentos a temperaturas mais elevadas serão preparados no Brasil com a experiência francesa de aplicar CID e SC em altas temperaturas (até 1200 ºC). A viabilidade de realização de WSTs será testada no tomógrafo do laboratório francês, com ajuda da equipe brasileira. A experiência da equipe francesa em DIC e desenvolvimentos de técnicas de identificação irá aprimorar o projeto Fapesp vigente (#2018/02801-4) que aplica DIC na identificação de modelos constitutivos para a simulação computacional de processamentos cerâmicos por prensagem de pó. O conhecimento da equipe brasileira em processamento de cerâmicas com diferentes formulações e engenharias de microestruturas fornecerá casos interessantes para as metodologias desenvolvidas no laboratório francês. Cabe salientar que realizar WSTs em altas temperaturas é raro, e nunca foi reportado com análises de DIC, o que seria considerado um avanço científico no campo de atuação de ambos os grupos de pesquisa envolvidos. (AU)