Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização de hidrogéis miméticos à matriz extracelular derivados de tecidos diversos e sua influência no comportamento celular

Resumo

O desenvolvimento de hidrogéis para aplicação em medicina regenerativa, engenharia de tecidos e estudos in vitro que requerem culturas celulares tridimensionais tem sido foco de intenso investimento por parte de Universidades e empresas ao redor do mundo. Esses hidrogéis procuram mimetizar características do ambiente da matriz extracelular, como pistas bioquímicas e estímulos biomecânicos. Levando em consideração a importância dos componentes da matriz extracelular de cada tipo específico de tecido, hidrogéis derivados de matriz extracelular descelularizada passaram a ser utilizados com a proposta de fornecer às células um conjunto de propriedades e sinalizações do microambiente nativo, estruturais e biológicas, capazes de atuar como a própria matriz, suportando e orientando a adesão, proliferação e diferenciação celular. Durante o projeto desenvolvido na Fase 1 do PIPE, otimizamos e padronizamos a fabricação de hidrogéis derivados de matriz extracelular descelularizada, capazes de fornecer às células um conjunto de propriedades e sinalizações do microambiente nativo, estruturais e biológicas, suportando e orientando a adesão, proliferação e diferenciação celular. Para isso, desenvolvemos biorreatores especializados e automatizamos todo o processo de fabricação, de maneira a permitir a reprodução do processo em escala industrial e estandardizada. Agora, para tornar tais hidrogéis um produto comercial, que possa ser utilizado por qualquer pesquisador interessado em realizar cultura celular tridimensional, o presente projeto se propõe a caracterizar hidrogéis derivados de tecidos diversos e investigar sua influência no comportamento celular. Brevemente, estudaremos hidrogéis derivados de 14 diferentes tipos de tecido: tecido adiposo, osso, medula óssea, cérebro, cartilagem, olho (retina), rim, fígado, pulmão, músculo, miocárdio, pâncreas, pele e vaso sanguíneo. Além da caracterização bioquímica e biomecânica dos hidrogéis, será investigado sua influência na adesão, viabilidade, proliferação, perfil do secretoma e diferenciação celular. A partir desses resultados, esperamos criar uma linha de produtos - baseados nos diferentes tecidos estudados - para pesquisadores trabalhando em diversas áreas das ciências biomédicas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre o auxílio::
Gabriel Liguori: Un corazón bioartificial en el horizonte 
Gabriel Liguori: Um coração bioartificial no horizonte 
Matéria(s) publicada(s) no Pesquisa para Inovação FAPESP sobre o auxílio:
Empresas apoiadas pelo PIPE-FAPESP integram a lista das 100 Startups to Watch 
Pesquisadores apoiados pelo PIPE estão entre os mais inovadores da América Latina 
Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)