Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de material bioativo para a produção de componentes utilizando o processo SLA para compósitos poliméricos com nanopartículas a base de prata

Processo: 20/05903-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de dezembro de 2020 - 31 de agosto de 2021
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica
Pesquisador responsável:Newton Kiyoshi Fukumasu
Beneficiário:Newton Kiyoshi Fukumasu
Empresa:NKF Soluções Tecnológicas Ltda
CNAE: Fabricação de artefatos de material plástico não especificados anteriormente
Comércio varejista de artigos médicos e ortopédicos
Município: São Paulo
Pesq. associados:Andre Paulo Tschiptschin ; Danilo Justino Carastan ; Izabel Fernanda Machado ; José Pinhata Otoch ; Lígia Ferreira Gomes ; Magali Thiyomi Uono ; Marilia Cerqueira Leite Seelaender ; Roberto Martins de Souza
Assunto(s):Bactericidas  Bioatividade  Compostos bioativos  Impressão tridimensional  Materiais compósitos  Materiais compósitos poliméricos  Polímeros  Nanopartículas  Nanopartículas metálicas 

Resumo

Este trabalho buscará desenvolver um material bioativo, que possa ser utilizado pela técnica de manufatura aditiva de estereolitografia, para produzir componentes com geometrias personalizadas e superfícies funcionais. Esse material será constituído pela mistura de uma matriz polimérica e nanopartículas a base de prata para se obter efeito bactericida, fungicida e/ou antiviral. Esse material bioativo permitirá prolongar a vida útil de componentes, como tubos para cateteres, tubos traqueais, biorreatores, curativos e equipamentos de proteção individual. Esse compósito bioativo será produzido pela mistura mecânica entre uma resina comercial biocompatível e, pelo menos, dois tipos de nanopartículas a base de prata: nanopartículas produzidas no Laboratório de Plasma da POLI-USP e nanopartículas adquiridas comercialmente. Esses materiais serão, inicialmente, avaliados utilizado uma impressora 3D Photon S da Shenzhen Anycubic Technology Co. Ltd., já disponível para as atividades deste projeto. Entretanto, essa impressora apresenta um projeto básico e, assim, um segundo equipamento deverá ser adquirido nesse projeto, capaz de manter uma mistura homogênea durante o processo de impressão. Essa mistura homogênea permitirá evitar a decantação das partículas no reservatório de impressão, o que pode prejudicar e/ou inviabilizar a produção de componentes com alturas superiores a 10 mm. As técnicas de indentação instrumentada, interferometria óptica, espectroscopia Raman e microscopias óptica, eletrônica de varredura e de força atômica, serão utilizadas para avaliar propriedades mecânicas, rugosidade do componente impresso e características das nanopartículas, como tamanho e distribuição na matriz, entre outras. Já as atividades microbicida, antiviral e/ou tóxica serão avaliadas para permitir a compatibilidade biológica e a validação na funcionalização bioativa dos componentes impressos. Dessa forma, o principal resultado deste projeto será uma rota de manufatura de componentes com geometria personalizada e atividade biológica de modo a aumentar o conforto do paciente e prolongar a vida útil do componente pela redução da proliferação de micro-organismos e formação de biofilmes durante seu uso. Não existe desenvolvimento e produção de material similar para esse tipo de manufatura em âmbito nacional, o que permite a futura empresa explorar um nicho de mercado que pode incluir atividades de relacionamento com clientes empresariais e usuários finais em diferentes áreas, incluindo hospitalar, alimentícia e de esportes. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)