Busca avançada
Ano de início
Entree

A política do complexo industrial da saúde em tempos de transformação

Resumo

Esta pesquisa dará continuidade ao estudo do Complexo da Indústria da Saúde (CIS), um conjunto de instrumentos para alinhar a política de saúde com a política industrial. Iniciamos essa pesquisa há uma década e agora pretendemos expandi-la para o caso do COVID-19. A pandemia mudou os incentivos da inovação biomédica, promoveu a colaboração entre as agências reguladoras de medicamentos de forma nunca vista e reformulou o debate em torno do acesso a medicamentos e vacinas. Apesar de muitos aspectos controversos da resposta do Brasil ao COVID-19, o país está explorando essas novas oportunidades para obter, regulamentar e produzir vacinas, assim como fez para outras doenças infecciosas. Essas respostas - atualmente no caso do COVID-19 e no passado com os casos de HIV e hepatite C - têm implicações importantes para a preparação para uma pandemia e conceituação de políticas do setor de saúde. Nosso programa de pesquisa, que será alicerçado em análises qualitativas e epidemiológicas, está estruturado em três eixos: (1) Política e governança de transferência de tecnologia para produtos farmacêuticos, (2) Construção de capacidades regulatórias, (3) Políticas de acesso às vacinas contra o COVID-19 e medicamentos para hepatite C. Nossa equipe tem fortes laços de colaboração internacional e nacional, incluindo a LSE, a Universidade de Michigan e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o maior instituto de pesquisa biomédica da América Latina. Juntos, produziremos publicações para periódicos de alto impacto, treinaremos alunos de graduação e pós-graduação em diferentes dimensões da política industrial da saúde e produziremos evidências para informar políticas de saúde e caminhos para responder a futuras crises de saúde pública. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)