Busca avançada
Ano de início
Entree

Sistema avançado de produzir eletricidade com alta eficiência, baixo custo e não poluente

Processo: 01/08486-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de março de 2002 - 30 de junho de 2004
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Tecnologia Química
Pesquisador responsável:Antonio Cesar Ferreira
Beneficiário:Antonio Cesar Ferreira
Empresa:Unitech Projetos Pesquisas Desenvolvimento Consultoria Comércio Ltda
Município: Cajobi
Assunto(s):Geração de energia elétrica  Células de combustível  Energia solar  Etanol  Catalisadores 

Resumo

O projeto visa ao desenvolvimento de um sistema de produção de energia elétrica, utilizando célula a combustível integrada a um sistema de produção de hidrogênio. Serão pesquisadas duas fontes de hidrogênio: energia solar (via eletrólise da água) e reforma do etanol. Os estudos desta primeira fase serão feitos para averiguar a viabilidade tecnológica e econômica das duas fontes de hidrogênio. No caso da eletrólise da água será utilizada a energia solar como fonte primária de energia. Apesar de a eletrólise da água ser comercialmente utilizada, seu uso para produzir energia elétrica ainda é alto quando comparado aos tradicionais geradores de eletricidade. A fim de reduzir o custo do hidrogênio serão realizados experimentos para produzi-lo por meio da tecnologia de eletrolisador do tipo polímero condutor iônico. A eletrólise em polímeros condutores iônicos tem mostrado uma redução de energia de até 20%. O preço do kilowatt/hora (kWh) com o uso do sistema de energia solar/eletrolisador/células a combustível pode ser de US$ 0,11. Com tal custo, essa forma de produzir energia elétrica poderá ter um grande potencial tecnológico e econômico. Por outro lado, 1 metro cúbico de etanol pode produzir até 5 metros cúbicos de hidrogênio pela reação de reforma. Dessa maneira, o custo do kWh pode chegar a US$ 0,049. Esse valor torna bastante atrativa a utilização do sistema reforma de etanol/célula a combustível para produzir eletricidade. Ainda na primeira fase do trabalho serão pesquisados novos tipos de catalisadores de reforma de etanol baseados em paládio, platina e cério. Esses catalisadores têm sido utilizados na reforma de gás natural, metanol e gasolina (AU)