Busca avançada
Ano de início
Entree

Determinantes da adoção da certificação SISBOV na pecuária do estado de São Paulo

Resumo

A ocorrência de casos de contaminações alimentares, associadas ao ambiente comercial competitivo, resultaram na adoção e difusão de novas exigências legais e sistemas de certificação relacionados à segurança e qualidade dos alimentos. A maioria dos países importadores passou a impor barreiras técnicas e sanitárias. A União Européia tem demandado a rastreabilidade e um conjunto de normas para viabilizar o acesso ao seu mercado. A inserção da carne bovina brasileira no mercado internacional trouxe desafios e forte impacto no ambiente regulatório da defesa agropecuária nacional. Em 2002, foi normatizado o Sistema Brasileiro de Identificação e Certificação de Origem Bovina e Bubalina (SISBOV). Esse sistema, de adesão voluntária, é coordenado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que credencia certificadoras privadas de terceira parte. A certificação da propriedade rural no SISBOV pressupõe a adoção da rastreabilidade e de um conjunto de tecnologias operacionais e de gestão no campo. O nível de difusão da certificação, e das inovações a ela associadas, ainda é baixo. Um número pequeno de propriedades a adotaram e persiste a grande heterogeneidade tecnológica que tem caracterizado a pecuária de corte no Brasil. O objetivo dessa pesquisa é identificar e analisar os fatores que determinam a adoção da certificação SISBOV no Estado de São Paulo. Serão coletados dados por meio de questionários aplicados a uma amostra de 60 propriedades rurais (30 certificadas e 30 não certificadas), além de entrevistas com 10 agentes-chaves para obter informações de caráter qualitativo. Estatísticas descritivas e modelos de regressão com variáveis dependentes binárias serão utilizados para identificar variáveis que discriminam adotantes de não-adotantes e, dessa forma, testar hipóteses sobre a adoção da certificação SISBOV. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BRANDAO VINHOLIS, MARCELA DE MELLO; CARRER, MARCELO JOSE; DE SOUZA FILHO, HILDO MEIRELLES. Adoption of beef cattle traceability at farm level in Sao Paulo State, Brazil. Ciência Rural, v. 47, n. 9 2017. Citações Web of Science: 0.
MARCELO JOSÉ CARRER; HILDO MEIRELLES DE SOUZA FILHO; MARCELA DE MELLO BRANDÃO VINHOLIS. Determinants of feedlot adoption by beef cattle farmers in the state of São Paulo. REVISTA BRASILEIRA DE ZOOTECNIA-BRAZILIAN JOURNAL OF ANIMAL SCIENCE, v. 42, n. 11, p. -, Nov. 2013.
CARRER, MARCELO JOSE; DE SOUZA FILHO, HILDO MEIRELLES; BRANDAO VINHOLIS, MARCELA DE MELLO. Determinants of feedlot adoption by beef cattle farmers in the state of Sao Paulo. REVISTA BRASILEIRA DE ZOOTECNIA-BRAZILIAN JOURNAL OF ANIMAL SCIENCE, v. 42, n. 11, p. 824-830, NOV 2013. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.