Busca avançada
Ano de início
Entree

Síntese da resina furfurílica dopada visando a otimização do processamento de carbono vítreo com aplicações aeroespaciais e eletroquímicas

Processo: 06/06299-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2007 - 30 de novembro de 2009
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Aeroespacial - Materiais e Processos para Engenharia Aeronáutica, Aeroespacial
Pesquisador responsável:Edson Cocchieri Botelho
Beneficiário:Edson Cocchieri Botelho
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FEG). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Guaratinguetá. Guaratinguetá , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):09/08316-1 - Síntese da resina furfurílica dopada visando a otimização do processamento de carbono vítreo com aplicações aeroespaciais e eletroquímicas, BP.TT
Assunto(s):Materiais compósitos  Polímeros (materiais)  Materiais carbonáceos  Carbono  Resinas sintéticas  Polianilina  Reologia 

Resumo

O desenvolvimento da tecnologia dos materiais carbonosos, tais como os compósitos carbono/carbono e o carbono vítreo, tem como uma de suas finalidades formar um conjunto de materiais que combinem leveza e boas condutividades térmica e elétrica, visando aplicações nas áreas biomédica, aeroespacial e do meio ambiente. No caso particular do carbono vítreo, objeto deste projeto de pesquisa, esse vem sendo utilizado no processamento de cadinhos para usos especiais, substratos para espelhos de baixa densidade utilizados em sistemas aeroembarcados, válvulas cardíacas e de hidrocefalia e na produção de eletrodos. No entanto, o processo de obtenção desses artefatos vem exigindo uma otimização intensa de alguns parâmetros de processamento, destacando-se a otimização da rota de síntese da resina furfurílica e a viabilidade de dopagem. Apesar do processo de síntese para esta resina ser bem conhecido poucos trabalhos relatam sobre sua dopagem para aplicações específicas tais como na área eletroquímica e como material resistente ao desgaste. Hoje esta resina não é produzida comercialmente e alguns pequenos fornecedores existentes têm explorado o custo de seu fornecimento, sem garantir a repetitividade de suas características finais, como viscosidade, distribuição de sua massa molar, entre outros parâmetros. A não uniformidade nessas características exige constantes ajustes de processamento a cada novo lote a ser utilizado no processamento do carbono vítreo. Em função dessa necessidade, da possibilidade da síntese e dopagem da resina furfurílica assim como, da motivação em nuclear a área de materiais compósitos, carbonosos e poliméricos junto ao recém criado Curso de Engenharia de Materiais da UNESP de Guaratinguetá, surgiu um ambiente favorável à elaboração desse projeto, unindo a experiência do proponente nesta área, e as necessidades do CTA e do INPE, parceiros neste estudo... (AU)