Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de software destinado à avaliação dos riscos de queda de árvores em áreas urbanas

Processo: 15/15888-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de fevereiro de 2016 - 31 de outubro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Florestais e Engenharia Florestal
Pesquisador responsável:Marcelo Machado Leão
Beneficiário:Marcelo Machado Leão
Empresa:Propark Paisagismo e Ambiente Ltda
Município: Piracicaba
Pesq. associados:Demóstenes Ferreira da Silva Filho ; Raquel Gonçalves
Auxílios(s) vinculado(s):16/23376-4 - Desenvolvimento de software destinado à avaliação dos riscos de queda de árvores em áreas urbanas, AP.PIPE
Assunto(s):Desenvolvimento de software  Biomecânica  Arborização  Árvores  Cidades  Manejo ambiental 

Resumo

A arborização urbana representa um importante fator para melhorar a qualidade de vida dos habitantes das cidades, à medida que as árvores contribuem para reduzir as "ilhas de calor", filtrar os poluentes da atmosfera, diminuir a intensidade dos ruídos, minimizar o impacto das águas pluviais, valorizar a paisagem, além de proporcionar abrigo e alimentação à fauna. Essa situação benéfica pode, no entanto, se transformar em sérios problemas para a comunidade, decorrentes da eventual queda de árvores e seus ramos, que se traduzem em danos ao patrimônio, interrupções de energia e de comunicação, interferências no trânsito e, até mesmo, acidentes envolvendo pessoas, das mais diversas proporções. Tais prejuízos podem ser evitados ou minimizados com o correto manejo dessa vegetação que, muitas vezes, não é observado. As situações de risco relacionadas com a queda de árvores ou de suas partes podem se agravar em face do seu estado fitosanitário (pragas e doenças), da incompatibilidade dos indivíduos arbóreos na malha urbana e/ou do estágio de decrepitude dessas árvores, em função de sua idade, ou pela ocorrência de fenômenos naturais, como chuvas intensas e ventos fortes. Nesse contexto, a Propark Paisagismo e Ambiente Ltda., com quarenta anos de atuação no mercado, está intensificando estudos e pesquisas com arborização urbana, com o objetivo de prevenir e controlar problemas envolvendo queda de árvores. Esses trabalhos contam com o apoio científico de pesquisadores da Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" (Esalq-USP, Piracicaba) e da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), além de uma equipe multidisciplinar, composta por técnicos e especialistas, experientes no assunto. Os trabalhos realizados mostraram grande dificuldade na tomada de decisão sobre as recomendações para o manejo e a supressão de indivíduos arbóreos inseridos na malha urbana, que, muitas vezes oferecem riscos reais aos habitantes dos centros urbanos. Essa dificuldade torna-se maior, quando a opinião pública é desfavorável à sua remoção, pelo fato de as árvores contribuírem, de forma significativa, para o bem-estar da população. Este projeto pretende desenvolver um programa específico de processamento de dados (software), embasado em parâmetros técnicos e científicos, que combina a metodologia de diagnóstico de risco de queda de árvores, de acordo com o sistema Visual Tree Assessment (VTA), adaptado às condições brasileiras, com a tecnologia digital, utilizando um modelo com formato semelhante ao modelo espiral, em etapas interativas, com a análise e programação orientada a objetos. Como resultado, espera-se oferecer ao mercado um sistema com tecnologia nacional, perfeitamente adaptado às condições dos centros urbanos, para determinar e quantificar os eventuais riscos de queda de árvores, com rapidez, segurança, eficiência e minimizando a subjetividade do processo de avaliação do risco de queda de indivíduos arbóreos. Acredita-se que esse projeto possa se constituir em um importante instrumento para facilitar e embasar os técnicos, profissionais e agentes públicos responsáveis pela tomada de decisão, em relação ao manejo de indivíduos arbóreos plantados ao longo das vias públicas, logradouros e áreas verdes, minimizando danos patrimoniais, prejuízos econômicos, e contribuindo, de forma significativa, para aumentar o bem-estar e, principalmente a segurança da população urbana. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Pesquisador de empresa apoiada pelo PIPE-FAPESP recebe Prêmio Dorothy Stang 
Matéria(s) publicada(s) no Pesquisa para Inovação FAPESP sobre o auxílio:
Software vai monitorar risco de queda de árvores