Busca avançada
Ano de início
Entree

Building research capacity for intensively managed forest plantations

Processo: 14/50753-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2016 - 31 de janeiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Florestais e Engenharia Florestal - Silvicultura
Convênio/Acordo: Stellenbosch University
Proposta de Mobilidade: SPRINT - Projetos de pesquisa - Mobilidade
Pesquisador responsável:José Leonardo de Moraes Gonçalves
Beneficiário:José Leonardo de Moraes Gonçalves
Pesq. responsável no exterior: Ben Du Toit
Instituição no exterior: Stellenbosch University, África do Sul
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:10/16623-9 - Intensificação ecológica de plantações de eucaliptos pela associação com espécies leguminosas arbóreas fixadoras de nitrogênio, AP.TEM

Resumo

A oportunidade oferecida pela SPRINT Programa de Intercâmbio (Edição 2/2014) facilitará e impulsionará o trabalho realizado par ambos os grupos de pesquisa, agregando valor a pesquisa científica e enriquecendo os trabalhos a serem publicados. A proposta de integração entre Brasil e África do Sul promoverá fóruns de discussão sobre: fertilização e nutrição florestal no Brasil e no mundo; questões relacionadas a ecofisiologia de plantar, focando relações hídricas no sistema solo-planta; atividade microbiana do solo em condições de manejo de resíduos florestais, estudos sabre intensificação ecológica de plantações de eucalipto em associação com árvores leguminosas fixadoras de nitrogênio; utilização de métodos avançados pare determinação e qualificação da matéria orgânica do solo em plantações florestais; utilização de fontes alternativas de adubação potássica; manutenção, retirada total ou parcial dos resíduos florestais após a colheita da madeira. A participação do Dr. Ben du Toit será muito oportuna pare os pesquisadores envolvidos, pois seus comentários e direcionamentos enriquecerão os estudos em execução ou aqueles em face de instalação. Além disco, a participação de pesquisadores sul-africanos nos estudos desenvolvidos no Brasil também contribuirá pare o desenvolvimento científico do programa de PG-Recursos Florestais da Universidade de São Paulo. Para aumentar a impacto do programa de intercâmbio, haverá eventos científicos, seminários para os programas de pós-graduação, cursos concentrados, dias de campo e visitas a outras instituições que realizam pesquisas em áreas afins. (AU)