Busca avançada
Ano de início
Entree

Modelagem multiescala da fratura frágil aplicada à avaliação da integridade estrutural utilizando corpos de prova miniaturizados

Processo: 16/26024-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2017 - 31 de outubro de 2019
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Mecânica - Mecânica dos Sólidos
Pesquisador responsável:Claudio Ruggieri
Beneficiário:Claudio Ruggieri
Instituição-sede: Escola Politécnica (EP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados: Rodolfo Figueira de Souza
Assunto(s):Tensão de Weibull  Fratura frágil  Tenacidade à fratura 

Resumo

As reconhecidas limitações da mecânica da fratura monoparamétrica e biparamétrica motivam o desenvolvimento de procedimentos multiescala aplicados à análise do problema da fratura frágil; tais métodos estendem-se naturalmente à análise de integridade mecânica de componentes estruturais sob condições de carregamento complexas. Em particular, procedimentos multiescala probabilísticos incorporando critérios locais de fratura (modelo micromecânico de fratura frágil) acoplados ao método de elementos finitos quantificam as condições globais de falha estrutural em termos de um parâmetro (local) probabilístico de fratura. Alguns modelos locais explicitamente adotam a teoria do "elo fraco" para descrever a fratura frágil (clivagem transgranular) em aços estruturais ferríticos e derivar funções estatísticas incorporando as tensões locais na região da trinca permitindo, portanto, introduzir o conceito de "Tensão de Weibull", Sig_w, como uma força motriz efetiva da trinca controlando a fratura do material. O plano de pesquisa proposto aborda avanços adicionais sobre a metodologia multiescala (local) probabilística baseada na Tensão de Weibull modificada proposta recentemente por Ruggieri e Dodds (2015). Em linhas gerais, os objetivos centrais são: 1) Desenvolvimento e consolidação de uma metodologia de avaliação de integridade estrutural fundamentada sobre um modelo micromecânico multiescala utilizando o conceito da Tensão de Weibull modificada, Sig*_w, como força motriz efetiva; 2) Aplicação da metodologia com particular ênfase à avaliação da integridade estrutural de componentes críticos de grandes dimensões utilizando valores de tenacidade obtidos por meio de corpos de prova reduzidos ou miniaturizados; 3) Desenvolvimento metodológico e experimental de ensaios de tenacidade utilizando corpos de prova reduzidos ou miniaturizados e 4) Desenvolvimento metodológico e experimental de ensaios de tenacidade utilizando corpos de prova sob flexão não convencionais. Dentro deste contexto, o plano de investigação proposto terá particular ênfase sobre o estabelecimento da metodologia multiescala probabilística em uma ferramenta de engenharia viável e eficaz aplicada em procedimentos rotineiros de avaliação de defeitos estruturais. (AU)

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BARBOSA, VITOR S.; RUGGIERI, CLAUDIO. Fracture toughness testing using non-standard bend specimens - Part I: Constraint effects and development of test procedure. ENGINEERING FRACTURE MECHANICS, v. 195, p. 279-296, MAY 15 2018. Citações Web of Science: 3.
BARBOSA, VITOR S.; RUGGIERI, CLAUDIO. Fracture toughness testing using non-standard bend specimens - Part II: Experiments and evaluation of T-0 reference temperature for a low alloy structural steel. ENGINEERING FRACTURE MECHANICS, v. 195, p. 297-312, MAY 15 2018. Citações Web of Science: 1.
RUGGIERI, CLAUDIO; DODDS, JR., ROBERT H. A local approach to cleavage fracture modeling: An overview of progress and challenges for engineering applications. ENGINEERING FRACTURE MECHANICS, v. 187, n. SI, p. 381-403, JAN 2018. Citações Web of Science: 2.
BARBOSA, VITOR SCARABELI; RUGGIERI, CLAUDIO. Experimental Measurements of J(c)-Values for a Low Alloy Structural Steel Using Nonstandard Bend Specimens and Evaluation of the Reference Temperature, T-o. MATERIALS PERFORMANCE AND CHARACTERIZATION, v. 7, n. 2, SI, p. 75-100, 2018. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.