Busca avançada
Ano de início
Entree

Conexão entre a evolução de galáxias e formação estelar: das escalas de PC até escalas de KPC

Processo: 11/22078-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2012
Vigência (Término): 31 de março de 2016
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Astronomia - Astrofísica Extragaláctica
Pesquisador responsável:Elisabete Maria de Gouveia Dal Pino
Beneficiário:Claudio Melioli
Instituição-sede: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/10559-5 - Investigação de fenômenos de altas energias e plasmas astrofísicos: teoria, simulações numéricas, observações e desenvolvimento de instrumentação para o Cherenkov Telescope Array (CTA), AP.TEM
Assunto(s):Simulação numérica   Formação de estrelas

Resumo

Explosoes de SNe, ventos estelares, bracos espirais e galaxias em fusao, estao entre os mais importantes fenomenos astrofisicos responsaveis pela evolucao de uma galaxia em diferentes escalas, bem como pela producao continua de ondas de choque e de turbulencia no meio interstelar (ISM) e no meio intergalactico (IGM). Recentemente, tanto as observacoes como diferentes estudos numéricos começaram a evidenciar que esses fluxos supersônicos e turbulentos podem ser responsáveis nos processos de formação de nuvens moleculares, da distribuição da massa inicial das estrelas e nos processo de formação de estrelas. Dependendo das condições ambientais em que esses fenômenos ocorrem e da quantidade de energia injetada, podem desenvolver fluxos e ejeçoes de gas (ventos galacticos e fontes galacticas) capazes de mudar a massa das galáxias e espalhar metais e turbulência em largas escalas. Neste estudo nos prentendemos investigar esses processos em diferentes escalas, do pc até o kpc, por meio de modelos analíticos e numéricos, ao fim de compreender a evolução global das galáxias, em particular os processos de formação de nuvens e estrelas, a origem da função de massa inicial das estrlas e as condições próprias em que uma regiao (em qualquer escala) pode ou não ser sujeitas a uma elevada taxa de formação estelar.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MELIOLI, C.; DE GOUVEIA DAL PINO, E. M. GAS OUTFLOWS IN SEYFERT GALAXIES: EFFECTS OF STAR FORMATION VERSUS AGN FEEDBACK. ASTROPHYSICAL JOURNAL, v. 812, n. 2 OCT 20 2015. Citações Web of Science: 3.
MELIOLI, C.; DE GOUVEIA DAL PINO, E. M.; GERAISSATE, F. G. Evolution of M82-like starburst winds revisited: 3D radiative cooling hydrodynamical simulations. Monthly Notices of the Royal Astronomical Society, v. 430, n. 4, p. 3235-3248, APR 2013. Citações Web of Science: 23.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.