Busca avançada
Ano de início
Entree

Extensões do modelo padrão e sua conexão com a matéria escura

Processo: 14/18388-8
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 05 de janeiro de 2015
Vigência (Término): 18 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física das Partículas Elementares e Campos
Pesquisador responsável:Ivone Freire da Mota e Albuquerque
Beneficiário:Denis Stefan Robertson Sotelo
Supervisor no Exterior: Kathryn M. Zurek
Instituição-sede: Instituto de Física (IF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Lawrence Berkeley National Laboratory, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:12/10697-6 - Busca indireta de matéria escura: auto-interação e detecção dos neutrinos produzidos, BP.DR
Assunto(s):Supersimetria   Matéria escura   Modelo padrão estendido

Resumo

A composição da matéria escura é uma das questões mais relevantes em cosmologia e astrofísica. As melhores estimativas atuais indicam que ela constitui aproximadamente o 84% de da matéria presente no Universo. Interessantemente, modelos teóricos que estendem o Modelo Padrão de física de partículas, os quais têm motivações independentes, presentam novas partículas que são bons candidatos de matéria escura. Neste projeto nos enfocaremos em investigar tais extensões e sua conexão com o problema da matéria escura. Começaremos analisando extensões supersimétricas, nos enfocando no "Next to Minimal Supersymmetric Standard Model". Desenvolveremos métodos para explorar modelos de matéria escura dentro destas extensões comparando nossas previsões com observações disponíveis de astrofísica e física de partículas. Particularmente, analisaremos nestes modelos a abundância de relíquia da matéria escura, a sua consistência com resultados de experimentos de detecção direta e indireta como o LUX e o Fermi-LAT e também com fenomenologia do Higgs no LHC. (AU)