Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de metodologia para a obtenção de grafeno por via química

Processo: 15/10169-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2015
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Elétrica - Telecomunicações
Pesquisador responsável:Eunezio Antonio de Souza
Beneficiário:Joana Claudio Pieretti
Instituição-sede: Centro de Pesquisas Avançadas em Grafeno, Nanomateriais e Nanotecnologia (MackGrafe). Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM). Instituto Presbiteriano Mackenzie. São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/50259-8 - Grafeno: fotônica e opto-eletrônica: colaboração UPM-NUS, AP.SPEC
Assunto(s):Fotônica   Fibra óptica   Grafenos

Resumo

Em 2010 Andre Geim e Konstantin Novoselov ganharam o prêmio Nobel de Física devido a suas experiências inovadoras com o grafeno, um material bidimensional constituído de átomos de carbono com hibridação sp2. Esse novo material tem a espessura de um átomo e possui propriedades elétricas e mecânicas excepcionais (NOBEL PRIZE, 2012). Sua síntese pode ser feita via deposição química de vapor (CVD), exfoliação micromecânica do grafite, crescimento epitaxial sobre superfícies eletricamente isolantes ou redução química do óxido de grafeno. De todos os procedimentos citados o último é o mais adequado para a obtenção do grafeno em larga escala (LIAO et al, 2011). Diversos agentes redutores têm sido empregados na obtenção de grafeno a partir de óxido de grafite (PARK & RUOFF, 2009) e nesse trabalho se investigará se esse procedimento pode ser realizado com flavonóides.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.