Busca avançada
Ano de início
Entree

Revisão e análise cladística dos gêneros de Sasoninae Simon, 1887 (Araneae, Mygalomorphae, Barychelidae)

Processo: 16/03772-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 2016
Vigência (Término): 15 de agosto de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Antonio Domingos Brescovit
Beneficiário:Hector Manuel Osório Gonzalez Filho
Supervisor no Exterior: Didier Vandenspiegel
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Royal Museum for Central Africa, Bélgica  
Vinculado à bolsa:15/05290-2 - Revisão e análise cladística dos gêneros de Sasoninae simon, 1887 (Araneae, Mygalomorphae, Barychelidae), BP.MS
Assunto(s):Análise cladística   Sistemática   História natural   Barychelidae   Mygalomorphae

Resumo

A família Barychelidae é composta por Barychelinae e Sasoninae, 42 gêneros e 295 espécies. Barychelidae se caracteriza por apresentar o segmento apical das fiandeiras laterais posteriores curto em forma de domo, a projeção dos lobos maxilares pouco evidentes e o lábio mais largo do que longo. Sasoninae é caracterizada por apresentar o segmento apical da fiandeira lateral posterior curto e cônico; tubérculo ocular baixo ou ausente e grupo ocular mais largo que longo, e está representada por quatro gêneros: Sason Simon, Cosmopelma Simon, Neodiplothele Mello-Leitão, e Paracenobiopelma Feio. Barychelidae ainda não apresenta um consenso quanto as suas relações de parentesco inter e intrafamiliar. Seu posicionamento filogenético na infraordem e o monofiletismo das subfamílias e gêneros ainda não foram testados. Através da Bolsa Estágio de Pesquisa no Exterior (BEPE) iremos analisar grande número de exemplares de Barychelidae no Royal Museum for Central Africa, Tervuren, sob a orientação do Dr. Rudy Jocqué, e exemplares depositados nos museus Zoologische Staatssammlung München, Munique, Zoological Museum of Denmark, Copenhagen, National Collection of Arachnida, Plant Protection Research Intistute, Pretória, Africa do Sul. Assim como, visita as coleções do Muséum National d'Histoire Naturelle, Paris e British Museum of Natural History, Londres, para estudo do material-tipo de Barychelidae a serem incluídas na análise filogenética. (AU)