Busca avançada
Ano de início
Entree

A semântica dos adjuntos temporais: uma proposta de análise com a semântica de vetores

Processo: 16/20984-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de abril de 2017
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Teoria e Análise Lingüística
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Dirceu Cleber Conde
Beneficiário:João Francisco Bergamini-Perez
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Eventos

Resumo

O estudo semântico dos fenômenos tempo-aspectuais, entre eles a referência temporal, o aspecto e a acionalidade, é uma importante área Semântica de Eventos. Um dos objetivos das pesquisas nessa linha é a delimitação dos diferentes tipos de eventos que podem ser denotados por estruturas das línguas naturais, dentre os quais encontramos os eventos pertencentes às chamadas "classes vendlerianas" de eventos télicos, atélicos, durativos e estativos.Desde os trabalhos de Vendler (1957), os adjuntos temporais são ferramentas utilizadas para efetuar distinções acionais e aspectuais. Contudo, mesmo que seja possível encontrar na literatura diversas análises para os adjuntos 'em x tempo' e 'por x tempo', ainda é incipiente a investigação semântica para outros adjuntos, como 'durante X tempo', 'até X tempo' e 'de X a Y tempo', etc., e é também incomum a análise da combinação de tais adjuntos com os diferentes aspectos. Sendo assim, o presente projeto de mestrado, que dá continuação a um trabalho de iniciação científica (processo FAPESP número 2014/10894-1) cujo objeto de investigação foi a semântica e a pragmática de alguns adjuntos temporais, tem o intuito de fornecer aos adjuntos temporais uma descrição nos termos da semântica formal das línguas naturais, analisando dados do português brasileiro.Nosso objeto é o estudo das combinações de adjuntos com os diferentes tipos de eventos, veiculados sob diferentes aspectos, através de formalizações logico-matemáticas. Faremos isso através da teoria da "semântica de vetores" (cf., Zwarts, 1997; Winter e Zwarts, 2000; Bergamini-Perez e Basso, 2016), propondo análises unificadas para suas diversas possibilidades de interpretação e seu papel como delimitador de características acionais de eventos. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.