Busca avançada
Ano de início
Entree

Nanocompósitos de ZnO-TiO2:SBA-15 com potenciais aplicações em cosméticos

Processo: 17/17468-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 22 de dezembro de 2017
Vigência (Término): 21 de junho de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia
Pesquisador responsável:Vânia Rodrigues Leite e Silva
Beneficiário:Vânia Rodrigues Leite e Silva
Anfitrião: Michael Stephen Roberts
Instituição-sede: Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas (ICAQF). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Diadema. Diadema , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Queensland, Brisbane (UQ), Austrália  
Assunto(s):Cosmetologia   Óxido de zinco   Protetores solares   Dióxido de titânio   Nanotecnologia

Resumo

Nanomateriais têm atraído muito interesse na comunidade cientifica devido às suas propriedades diferenciadas, em virtude da redução de tamanho, quando comparados aos materiais maciços. Dentre esses materiais são encontradas nanopartículas de óxidos metálicos, como o óxido de zinco e o dióxido de titânio, que são comumente empregados em fotoprotetores e quando incorporados em sílicas mesoporosas ordenadas, podem apresentar melhores propriedades texturais estruturais e morfológicas. A preparação de compósitos é favorável, pois fornecem maior estabilidade e segurança ao material, além disso, possibilitam a redução na quantidade de reagentes necessários para o desempenho adequado em fotoproteção, reduzindo os impactos ambientais e econômicos. Neste contexto, nanocompósitos ZnO-TiO2:SBA-15 serão sintetizados e caracterizados a fim de encontrar qual material possui melhores propriedades físico-químicas para serem aplicados em fotoprotetores. Os materiais serão preparados por dois métodos de síntese: método de síntese direta (DS) e pós-síntese (PS). A caracterização será realizada por difratometria de raios X a alto e baixo ângulo (XRD), espectroscopia na região do infravermelho por transformada de Fourier (FTIR), isotermas de adsorção de nitrogênio (NAI), microscopia eletrônica de varredura (SEM) e de transmissão (TEM), fator de proteção solar in vitro (SPF - UV-vis). Serão feitos também testes de eficácia e segurança para analisar a atividade antimicrobiana, citotoxicidade e permeação dos nanocompósitos. Além disso, serão realizados testes de fator de proteção solar in vivo para verificar a viabilidade dos materiais para uso cosméticos