Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise de confiabilidade dos modelos de previsão à punção em lajes de concreto armado sem vigas considerando a ABNT NBR 6118 (2014), o EUROCODE 2 (2010) e o ACI 318M (2014)

Processo: 18/06562-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2018
Vigência (Término): 31 de maio de 2019
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Civil - Estruturas
Pesquisador responsável:Caio Gorla Nogueira
Beneficiário:Náyra Louise Alonso Marque
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Sistemas e processos construtivos   Confiabilidade   Lajes   Concreto armado   Análise estrutural   Normas técnicas   Pesquisa bibliográfica

Resumo

A busca de novos sistemas construtivos em concreto, diferentes daqueles dispostos em pilares, vigas e lajes, conhecido como sistema convencional, vem sendo cada vez mais estudada no mundo. Dentre um dos sistemas alternativos mais conhecidos, encontra-se aquele chamado de lajes lisas. Lajes lisas são definidas pela ABNT NBR 6118 (2014) como lajes apoiadas diretamente nos pilares, sem o uso de capitéis. Apesar de poder possuir algumas vantagens em comparação ao sistema convencional, devido à ausência de vigas, têm-se como principal problema estrutural o fenômeno da punção. Este, que consiste em tensões de cisalhamento concentradas diretamente na ligação laje-pilar, pode provocar a perfuração da laje devido a ação direta do pilar. Seu estudo é de grande importância, pois seu modo de ruptura é frágil, ocorrendo de forma brusca, sem aviso prévio, devendo ser sempre evitado. Diante deste contexto, este trabalho tem como objetivo verificar a confiabilidade dos modelos teóricos das normas NBR ABNT 6118 (2014), EUROCODE 2 (2010) e ACI 318M (2014), para os pilares internos, de borda e de canto no dimensionamento de lajes em concreto armado à punção. Para a realização dessa análise, planilhas eletrônicas serão desenvolvidas para os três modelos normativos, de modo a automatizar os cálculos de dimensionamento e verificações das ligações. Em seguida, análises paramétricas para os três modelos de cálculo fornecerão os parâmetros mais influentes no comportamento das ligações laje-pilar à punção. Junto a isso, será feita uma extensa revisão bibliográfica de análises experimentais anteriormente realizadas, com o intuito de avaliar os modelos de cálculo impostos pelos três códigos, e fazer uma comparação entre valores obtidos experimentalmente e os teóricos. Deste modo, deseja-se definir a variável erro de modelo, através da razão entre a resposta experimental e a resposta teórica para cada norma. Finalmente, o estudo avaliará a confiabilidade dessas ligações laje-pilar para cada tipo de pilar, considerando os modelos das três normas estudas sem e com a variável erro de modelo. Com isso, acredita-se mostrar, em termos de probabilidades de falha, a qualidade dos modelos de previsão de comportamento à punção de cada norma.