Busca avançada
Ano de início
Entree

Projeto SPIRI: monitoração, diretrizes e controle da qualidade do ar interno

Processo: 18/24125-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2019
Vigência (Término): 30 de junho de 2020
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Elétrica - Eletrônica Industrial, Sistemas e Controles Eletrônicos
Pesquisador responsável:Arthur Sequeira Aikawa
Beneficiário:Marcelo Pereira Campos
Empresa:OMNI Eletrônica, Engenharia e Comércio Ltda. - ME
CNAE: Desenvolvimento de programas de computador sob encomenda
Serviços de engenharia
Testes e análises técnicas
Vinculado ao auxílio:17/18325-4 - Projeto SPIRI: monitoração, diretrizes e controle da qualidade do ar interno, AP.PIPE
Assunto(s):Inteligência artificial   Internet das coisas   Big data   Qualidade do ar   Poluição do ar   Ar condicionado

Resumo

A qualidade do ar que respiramos tem grande impacto em nossas vidas a curto, médio e longo prazo. A má qualidade de ar pode ter consequências como estresse diário, doenças sazonais, desenvolvimento de câncer ou doenças crônicas pulmonares. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), 7 milhões de pessoas morrem prematuramente todos os anos por conta da poluição do ar, isso deve-se ao fato de a qualidade do ar interno (iAQ) ser até 40 vezes pior do que a do ar externo. O projeto SPIRI surgiu da oportunidade identificada em se atuar sobre os sistemas de ar condicionado (HVAC) com a finalidade de diminuir custos de energia elétrica enquanto garante uma ótima qualidade de ar dentro dos ambientes internos. Estima-se que os habitantes de grandes cidades passem em média 90% do seu tempo em ambientes fechados, seja em suas residências, meios de trasporte ou local de trabalho. O mal funcionamento de um sistema de ventilação e condicionamento do ar (HVAC-R) implica não somente uma baixa iAQ, mas também desperdício de energia elétrica, o que pode impactar significativamente os gastos de uma edificação. Dada a tendência mundial de busca por maior eficiência no uso de recursos e práticas sustentáveis, os sistemas de HVAC-R ainda estão muito atrasados no que tange o uso de tecnologias digitais de gerenciamento. O resultado são ambientes mal condicionados/ventilados que acarretam em dano à saúde dos ocupantes ou, não menos preocupante, em operação super estimada, ou seja, com desperdício de energia elétrica. O projeto visa a utilização das últimas tendências nas tecnologias de Internet das Coisas (IoT), Big Data, Inteligência Artificial e Sensores para realizar o monitoramento contínuo e atuação dos sistemas HVAC. Trata-se de uma rede de monitoração holística e de alta capilaridade que viabiliza o mapeamento da iAQ e a inferência de informações valiosas para otimização do funcionamento destes sistemas. O projeto SPIRI foi beneficiado pelo programa FAPESP PIPE-1 2015/22209-4, encontra-se atualmente em fase de desenvolvimento. Devido aos resultados parciais satisfatórios e aos mercados potenciais identificados através do programa de empreendedorismo i-CORPS, decidiu-se apresentar a proposta de continuação do projeto na Fase 2 do programa PIPE. Na Omni-Electronica, a inovação é um dos pilares do planejamento estratégico. Todas as nossas ações convergem para o objetivo de ser referência em inovação entre as empresas desenvolvedoras de hardware e software para Internet das Coisas, conquistando também um alcance global. Para isso, firmou-se em 2017, a parceria com diversas empresas de grande porte e renome para realização de instalações, testes, mentoria de mercado e até mesmo produção de marketing e branding. A estratégia para inserção da Tecnologia SPIRI no mercado prevê um foco em hospitais por conta de observações durante o programa i-CORPS.