Busca avançada
Ano de início
Entree

Diagnóstico dos resíduos orgânicos gerados em supermercados de Presidente Prudente - SP e proposta de compostagem

Processo: 18/17381-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2019
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Saneamento Ambiental
Pesquisador responsável:Maria Cristina Rizk
Beneficiário:Renata Tiemi Uenojo
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Compostagem   Resíduos orgânicos   Resíduos sólidos   Supermercados   Diagnóstico socioambiental   Presidente Prudente (SP)

Resumo

Os supermercados são responsáveis por gerar uma quantidade considerável de resíduos sólidos. Vários estabelecimentos supermercadistas sofrem perdas de produtos e o setor de frutas, legumes e verduras (FLV) apresenta um elevado índice de perdas. Em geral, os resíduos orgânicos gerados nos setores de FLV não recebem um tratamento adequado, o que pode ocasionar problemas ao meio ambiente e à saúde pública. Portanto, tendo em vista os problemas que a destinação e a disposição incorreta de resíduos podem ocasionar, bem como os benefícios ambientais e econômicos proporcionados pela compostagem, o presente estudo tem como objetivo realizar o diagnóstico dos resíduos orgânicos gerados em supermercados de Presidente Prudente -SP e investigar a viabilidade de tratá-los por meio da compostagem. O diagnóstico englobará o levantamento de informações como geração, segregação, armazenamento, coleta/transporte e destinação/disposição final dos resíduos orgânicos gerados no setor de FLV dos supermercados analisados. Posteriormente, será feito um estudo para a proposição da compostagem dos resíduos orgânicos desses estabelecimentos, na qual será levantada a estrutura física-operacional para o processo de compostagem. Assim, espera-se que com a destinação adequada dos resíduos orgânicos do setor de FLV dos supermercados haja preservação ambiental, recuperação de materiais e ainda possibilidade de geração de receitas a partir da gestão adequada dos resíduos estudados.