Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento, validação e aplicação em estudos mecanísticos, propriedades estruturais e eletrônicas de complexos metálicos usando uma cela espectroeletroquímica XPS em microjato

Processo: 19/27046-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2020
Vigência (Término): 31 de maio de 2021
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Inorgânica
Pesquisador responsável:Koiti Araki
Beneficiário:Kalil Cristhian Figueiredo Toledo
Supervisor no Exterior: Olle Bjorneholm
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Uppsala University (UU), Suécia  
Vinculado à bolsa:18/04523-1 - Ativação de catalisadores para oxidação da água baseados em complexos binucleares de rutênio por grupos formadores de ligação de hidrogênio, BP.PD
Assunto(s):Catálise   Espectroscopia de fotoelétrons excitados por raios X

Resumo

A produção sustentável de combustíveis limpos, fáceis de armazenar e livres de carbono que possam atender às necessidades das gerações futuras é um dos desafios científicos mais importantes do século XXI. A conversão de energia solar em eletricidade e especialmente em energia química usando células fotoeletroquímicas e sistemas fotossintéticos artificiais, particularmente a fotodecomposição da água em H2 e O2, é um objetivo possível. Nesse contexto, a reação de evolução de oxigênio (OER) é uma reação tetra-eletrônica e tetraprotônica que limita ainda mais a eficiência das células a combustível e da produção de combustível solar. De fato, catalisadores que podem atender às necessidades de estabilidade e eficiência ainda não foram encontrados, de modo que estratégias inovadoras precisam ser desenvolvidas para melhorar o entendimento do mecanismo de reação, possibilitando reduzir o alto potencial associado à formação de O2, possibilitando assim a realização de sistemas fotossintéticos artificiais e o armazenamento de energia solar como produtos químicos de alta energia. Nesse sentido, estudos sistemáticos do processo de ativação, bem como as propriedades eletrocatalíticas de complexos de metais de transição, são fundamentais. No entanto, entre as poucas técnicas que provaram ser úteis nesse sentido, está a técnica de espectroscopia de fotoelétrons de raios X (XPS), especialmente quando associada a fontes de radiação síncrotron. Os materiais com alto potencial de uso como sonda são compostos baseados em [Ru (bpy) 2 (py) (OH2)] 2+, enquanto espécies intermediárias relevantes podem ser geradas por oxidação e caracterizadas por micro-jatos XPS líquidos usando fontes síncrotron sob mais de condições físico-químicas realistas. A técnica de microjato de líquido XPS permite a investigação da interface líquido / gás e da estrutura eletrônica de sistemas moleculares solvatados em dois ambientes químicos diferentes, pois é uma técnica de alta resolução específica de um elemento, sensível ao estado de oxidação e à ligação, apresentando dois elementos extremamente importantes vantagens para o estudo de eletrocatalisadores. Em primeiro lugar, danos à radiação podem ser evitados mesmo no caso de compostos moleculares frágeis e, em segundo lugar, a superfície da amostra permanece livre de contaminação devido à renovação contínua. Portanto, a principal proposta deste trabalho é o desenvolvimento de uma nova célula espectro eletroquímica de microjato, validar o método usando complexos modelo simples, gerando eletroquimicamente em fluxo, in situ, as espécies do complexo de rutênio em diferentes estados de oxidação que serão estudadas pelo XPS e depois isso, a célula de fluxo espectro eletroquímico será usada para estudar o mecanismo de reação de novos eletrocatalisadores binucleares de rutênio OER e comparar suas eficiências com as já obtidas na literatura.