Busca avançada
Ano de início
Entree

Criação de um classificador de banana 'Nanicão' a partir da avaliação de parâmetros de qualidade dos frutos

Processo: 20/01711-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2020
Vigência (Término): 30 de junho de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Angela Vacaro de Souza
Beneficiário:Jéssica Marques de Mello
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Engenharia. Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Tupã. Tupã , SP, Brasil
Assunto(s):Engenharia de biossistemas   Mineração de dados

Resumo

Com o projeto objetiva-se criar um software, por meio do ambiente computacional MatLab, que seja capaz de determinar o estádio de maturação da banana (Totalmente verde, Mais amarelo do que verde, Amarelo, ou Amarelo com áreas marrons), a partir da inserção de dados físicos: peso, textura e diâmetro dos frutos; físico-químicos: pH, acidez titulável, sólidos solúveis e 'Ratio' e bioquímicos: açúcares, compostos fenólicos, ácido ascórbico, pigmentos, atividade antioxidante pelos métodos DPPH e FRAP, produzidas na cidade de Tupã-SP. Para a elaboração do software, será realizado uma seleção dos atributos que serão colhidos, priorizando as análises não destrutivas. Os frutos serão colhidos quando atingirem o porte comercial e transportados ao Laboratório de Biologia da Faculdade de Ciências e Engenharia da Unesp de Tupã para serem selecionados e avaliados. Ao final do experimento, espera-se que ao informar os atributos necessários, para a interface produzida, que ela retorne o estágio de maturação em que a banana se encontra. O projeto apresenta relevância devido ao grande consumo que a banana possui, além de ser uma necessidade da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (CEAGESP), órgão responsável por grande parte da entrepostagem da fruta que elabora normas para a classificação dos vegetais, sendo que com a objetivação do processo causará a minimização dos erros devido à subjetividade, possibilitando uma remuneração mais justa ao produtor e produtos padronizados disponíveis ao consumidor.