Busca avançada
Ano de início
Entree

Soft spaces e soft planning em Portugal e na macrometrópole paulista

Processo: 21/10055-3
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Iniciação Científica
Vigência (Início): 06 de janeiro de 2022
Vigência (Término): 05 de abril de 2022
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Planejamento Urbano e Regional - Fundamentos do Planejamento Urbano e Regional
Pesquisador responsável:Pedro Roberto Jacobi
Beneficiário:Lucas dos Santos Rocha
Supervisor: Cristina Soares Ribeiro Gomes Cavaco
Instituição Sede: Instituto de Energia e Ambiente (IEE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa: Universidade de Lisboa, Portugal  
Vinculado à bolsa:20/16396-4 - Fuzzy boundaries e soft spaces na Macrometrópole Paulista, BP.IC
Assunto(s):Governança   Metrópoles   Planejamento territorial urbano   São Paulo (SP)   Portugal
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Community Led Local Development | Governança | Macrometrópole Paulista | Soft planning | Soft space | Planejamento e Governança territoriais

Resumo

Diante de um cenário de intensificação da competição interespacial, e dos fenômenos de reterritorilização e reescalonamento, os conceitos de Soft space e Soft planning vêm se destacando como abordagens chaves do sistema de planejamento emergente internacional. Apesar de sua origem estar relacionada ao campo do planejamento do Reino Unido, tais abordagens vêm sendo usadas cada vez mais no continente europeu, porém ainda não é utilizado como categoria de análise no planejamento brasileiro. Por essa razão, o objetivo da pesquisa é compreender como a teoria e prática do soft planning e soft spaces é empregada no contexto do sistema de planejamento e governança português, com vistas a refletir sobre a macrometrópole paulista. Para tanto, será realizada uma análise sobre o Community-Led Local Development (CLLD), instrumento implementado recentemente e considerado um motor de Soft planning no planejamento e governança das práticas em Portugal. De forma complementar, será empregado entrevistas semiestruturadas com os pesquisadores e planejadores ligados ao temático SOFTPLAN. Com isso, pretende-se contribuir com o campo do planejamento e da governança ao articular as novas abordagens do Soft space e soft planning com o contexto de planejamento e governança brasileiro, em especial, o contexto da Macrometrópole paulista. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)