Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização dos efeitos da inulina na microbiota e hipóxia e suas relações com a estabilização de HIF-1a no cólon de camundongos

Processo: 22/04895-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 10 de outubro de 2022
Vigência (Término): 09 de outubro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Biologia e Fisiologia dos Microorganismos
Pesquisador responsável:Marco Aurélio Ramirez Vinolo
Beneficiário:Pollyana Ribeiro Castro
Supervisor no Exterior: Mariana Xavier Byndloss
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa: Vanderbilt University (VU), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:20/02919-5 - Efeito da inulina e de Ácidos Graxos de Cadeia Curta (AGCC) sobre o fator induzível por hipóxia 1 (HIF-1) e seus genes alvos em células epiteliais e células-tronco intestinais, BP.PD
Assunto(s):Inulina   Microbiota

Resumo

Fibras solúveis atuam modulando a composição e o metabolismo da microbiota intestinal, que, por sua vez, influencia o perfil de metabólitos produzidos e as interações biológicas com o hospedeiro. Os metabólitos da microbiota regulam os genes do metabolismo energético e estimulam o consumo de oxigênio luminal, desencadeando uma resposta de hipóxia dependente da estabilização do HIF1-a. Vários estudos indicam um papel significativo de dietas ricas em fibras na manutenção de uma microbiota saudável e na estabilização do HIF-1a em IECs. No entanto, o impacto fisiológico das fibras na estabilização do HIF-1± no epitélio no cólon é pouco compreendido. Além disso, a influência da fibra solúvel na composição da microbiota e nos metabólitos produzidos não foi caracterizada. Portanto, neste projeto, propomos investigar os efeitos da inulina - um tipo de fibra solúvel - no perfil da microbiota e hipóxia intestinal e sua relação com a estabilização do HIF-1a no cólon de camundongos. Além disso, pretendemos esclarecer se estes efeitos da inulina estão relacionados ao controle da proliferação celular exercido pela estabilização do HIF-1a no epitélio do cólon. Os dados gerados por este projeto permitirão compreender a contribuição da estabilização da inulina e do HIF-1a para a manutenção da homeostase do epitélio. Além disso, os achados podem fornecer subsídios para entender como os processos patológicos se estabelecem no epitélio intestinal.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)