Busca avançada
Ano de início
Entree

Retificadores multipulsos com conexões Delta-diferenciais de transformadores

Processo: 07/07904-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2008
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2009
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Elétrica - Eletrônica Industrial, Sistemas e Controles Eletrônicos
Pesquisador responsável:Falcondes José Mendes de Seixas
Beneficiário:Luciano de Souza da Costa e Silva
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FEIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Ilha Solteira. Ilha Solteira , SP, Brasil
Assunto(s):Eletrônica de potência   Retificadores

Resumo

Serão analisadas, inicialmente, topologias retificadoras de seis e de 12 pulsos, baseadas nas conexões Y e Δ de transformadores. O estudo será então direcionado às técnicas de defasamento angular, baseadas nos transformadores com conexões polígono e ziguezague, gerando assim os conversores de múltiplos pulsos com elevado fator de potência e baixa distorção harmônica da corrente de alimentação. A partir das conexões polígono e ziguezague serão obtidas, respectivamente, as conexões Delta e Y-diferenciais, não-isoladas. Essas conexões diferenciais, serão analisadas através de uma expressão matemática genérica, capaz de representar todos os conversores de 12 e 18 pulsos, com quaisquer valores eficazes de tensão de entrada e de saída. Os conversores CA-CC obtidos serão então simulados, com a intenção de investigar a dependência do número de pulsos, da conexão e dos níveis de tensão escolhidos, com as dimensões do autotransformador. Com isso, é possível determinar a potência aparente processada pelo núcleo e as perdas associadas ao autotransformador, para buscar critérios de otimização e de classificação desses conversores. Além disso, protótipos de dois conversores de 1kW, já implementados por bolsistas de I.C. (Fapesp - Proc.: 05/56781-4 e 05/52719-2), serão ensaiados para que resultados práticos sejam também observados [21, 22]. Este projeto será desenvolvido por dois alunos de iniciação científica que estão pleiteando bolsas. Os estudos preliminares de formação sobre retificadores trifásicos, distorções harmônicas e fator de potência, serão comuns aos dois alunos. A partir daí, um aluno seguirá com a conexão Delta-diferencial, derivada da conexão polígono e o outro seguirá com a conexão Y-diferencial, derivada da conexão ziguezague. A união dos resultados encontrados servirá de subsidio para os estudos preliminares de otimização e classificação das conexões diferenciais, de um projeto de doutorado direto que está sendo iniciado (Fapesp - Proc.: 07/04294-8). É uma maneira de aproveitar o potencial de bons alunos de graduação e integrá-los ao meio acadêmico. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)