Busca avançada
Ano de início
Entree


Estudo da energia transversal em colisões Au+Au para energias entre 7.7 e 200 GeV

Texto completo
Autor(es):
Renato Aparecido Negrão de Oliveira
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Física
Data de defesa:
Membros da banca:
Alexandre Alarcon do Passo Suaide; David Dobrigkeit Chinellato; Jorge Jose Leite Noronha Junior; Sandra dos Santos Padula; Emi Marcia Takagui
Orientador: Alexandre Alarcon do Passo Suaide
Resumo

O objetivo de investigar colisões de íons pesados no regime relativístico é de estudar os quarks e glúons em condições extremas de pressão, densidade e temperatura, reproduzindo as condições da matéria nos instantes iniciais da formação do universo. Nesse trabalho, a energia transversal ET foi investigada para colisões Au+Au no experimento STAR no RHIC a energias de feixe no intervalo de 7.7 à 200 GeV. A dependência do ET normalizado pelo número de participantes em função da centralidade e energia de colisão foi medida, bem como a dependência do ET dividido pela densidade de partículas carregadas em função da energia de colisão para colisões centrais. Os resultados desse estudo indicam que para energias menores do que 7.7 GeV, a energia transversal média por unidade de carga produzida varia significativamente com o aumento da energia de colisão, atingindo o limite de saturação para o intervalo de energias maiores do que 7.7 GeV, onde essa razão passa a ser praticamente constante em função da energia de colisão. Por fim, a componente eletromagnética da energia transversal também foi medida, e os resultados indicam que para as energias mais baixas o estado final é dominado por bárions, ao passo que para altas energias o mesmo é dominado por mésons. (AU)

Processo FAPESP: 09/08082-0 - Estudo de reações de interesse astrofísico utilizando a Técnica do Cavalo de Tróia
Beneficiário:Renato Aparecido Negrao de Oliveira
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado