Busca avançada
Ano de início
Entree


Estudo da supercondutividade em carbetos lamelares da família M2AX

Texto completo
Autor(es):
Ausdinir Danilo Bortolozo
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: Lorena.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Escola de Engenharia de Lorena
Data de defesa:
Membros da banca:
Carlos Alberto Moreira dos Santos; Enzo Granato; Renato de Figueiredo Jardim; Cristina Bórmio Nunes; Durval Rodrigues Junior
Orientador: Antonio Jefferson da Silva Machado
Resumo

Neste trabalho será apresentado um estudo sobre a investigação de supercondutividade em carbetos, que cristalizam numa estrutura hexagonal, pertencente ao grupo espacial P63/mmc, que são isomorfos com o composto Cr2AlC, também chamadas de fases Nowotny. A representação estequiométrica mais comum destas fases é M2AX, onde M são metais de transição, A são elementos do grupo IIIA e IVA da tabela periódica e X pode ser C ou N. Serão mostrados estudos referentes aos sistemas: Ti-In-C, Ti-In-N, Nb-Sn-C, Nb-In-C, Ti-Ge-C e Nb-Ge-C. Os resultados referentes a todos os sistemas analisados neste trabalho revelam que as fases do sistema M2AX são supercondutoras, cuja temperatura crítica depende basicamente do elemento não metálico. Os resultados que serão apresentados neste trabalho, sugerem que a supercondutividade neste sistema ocorre na camada onde estão quimicamente ligados os átomos MX. Este fato também sugere que o sistema seja anisotrópico e quase bidimensional, tal como sugerido por cálculos de estrutura de bandas. Outro fato surpreendente é a existência de supercondutividade de uma nova fase de estequiometria Nb2GeC, que cristaliza na mesma estrutura protótipo Cr2AlC. A análise cuidadosa do sistema Nb-Ge-C, demonstra que outra fase intersticial também é supercondutora, com temperatura de transição relativamente alta (Tc ~ 15,3 K), cuja estequiometria é Nb5Ge3Cx, Entretanto, a estrutura protótipo é diferente das fases Nowotny Cr2AlC e cristalizam no protótipo Mn5Si3 que também é considerada uma fase Nowotny. Não somente a introdução de carbono no sistema protótipo Mn5Si3 apresenta supercondutividade, como também à introdução de boro, como átomo intersticial, é capaz de gerar supercondutividade neste composto. Finalmente, os resultados apresentados neste trabalho demonstram claramente a existência de uma nova classe de materiais supercondutores de estrutura hexagonal, que cristalizam numa estrutura protótipo Cr2AlC e uma possível nova família de intersticiais que cristalizam numa estrutura protótipo Mn5Si3. (AU)

Processo FAPESP: 04/13267-6 - Estudo da supercondutividade em carbetos lamelares da família M2AX
Beneficiário:Ausdinir Danilo Bortolozo
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado Direto